Casa Fofura

Como criar seu pet de forma sustentável e ainda manter a saúde do planeta

Ter um animalzinho dá trabalho, mas você sabia que dá para ser ainda melhor poupando o meio ambiente?

quarta 31 outubro, 2018
Cuidar dos seus pets e do meio ambiente ao mesmo tempo!
Cuidar dos seus pets e do meio ambiente ao mesmo tempo! Foto:iStock

Notícias Relacionadas

Guia do pet
sexta 18 dezembro, 2015

Cristal Muniz, autora do livro Uma Vida sem Lixo (Editora Alaúde), mostra que dá para ter animais de estimação sem agredir o meio ambiente. Vem ver as dicas!

ALIMENTAÇÃO
Uma opção é substituir a ração seca e comum – que, por ser industrializada, segundo Cristal, pode ter conservantes e corantes nocivos ao pet – por uma alimentação natural e caseira. Nesta dieta, as carnes, vísceras e vegetais cozidos são prioridade. Mas vale o alerta: apesar de a alimentação natural servir a todos os animais, é preciso procurar um especialista no assunto para auxiliar na adaptação da mudança e avaliar as necessidades nutricionais do bichinho.

BANHO
É verdade que os gatos são naturalmente higiênicos e que usam a língua como escova, limpando-se sozinhos. No entanto, podem se sujar em locais que não alcançam e, o pior, com substâncias que fazem mal à saúde, como a graxa de carro, por exemplo. Nesses casos, dar banho no bichano é essencial. Já os cachorros precisam passar pela mangueira mais vezes: o recomendado é quinzenalmente. É importante utilizar produtos específicos para animais, hein?

NECESSIDADES
PARA OS CACHORROS
Use o sanitário canino (um tapetinho de plástico encontrado em pet shops). Assim, evita o uso de fraldas, jornais ou tapetes higiênicos para absorver o xixi. Para limpar, lave-o com água todos os dias. Ainda está com cheiro? Use sabão e bicarbonato de sódio e enxágue bem. Para tirar o cocô, basta uma pá.

PARA OS GATOS
Use uma caixinha de areia com areia biodegradável, pois ela absorve muito mais que as comuns, diminuindo o cheiro do xixi e do cocô dos felinos. Para descartar as fezes, basta jogá-las no vaso sanitário.

FORA DE CASA
Reutilizar sacos plásticos de compras para remover as fezes do chão é a opção mais fácil, barata e prática. Porém, nada sustentável. O problema é que os sacos plásticos demoram mais de 200 anos para se decompor na natureza. Por isso, a dica é substituí-los por sacos biodegradáveis, vendidos nos pet shops!
 

Com reportagem de Júlia Arbex
Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

BEM-ESTAR

  1. 1 No Dia Mundial da Gentileza, confira atos que fazem a diferença
  2. 2 Susana Vieira revela que tem leucemia: "Estou ótima e feliz"
  3. 3 5 alimentos essenciais para combater a má digestão
  4. 4 Sabia que a alimentação pode causar a rinite alérgica?
  5. 5 O que a aparência das unhas pode dizer sobre a sua saúde