AnaMaria
Casa / Dicas

Faça a sua própria horta em casa e economize na feira

Descubra o pulo do gato para dar início à plantação dentro do lar

Raquel Borges Publicado em 22/08/2021, às 14h30

Confira dicas para cultivar plantas em casa - Pixabay
Confira dicas para cultivar plantas em casa - Pixabay

Ter uma horta caseira e colher alimentos fresquinhos e sem agrotóxicos é realmente um ato de amor consigo mesma e, principalmente, com a sua família. A jornalista especializada em verdinhas e criadora do site Minhas Plantas, que dá o nome ao seu último livro lançado pela editora Paralela, Minhas Plantas – Jardinagem Para Todos (até quem mata cactos), Carol Costa, mostra algumas dicas para você dar os primeiros passos e ter um canteiro em sua casa ou apartamento.

“E nem é preciso nascer com o dedo verde para começar a plantar e cultivar”, garante a especialista.

PESQUISE ANTES DE TUDO
É bom saber antes que tipo de frutas, vegetais, legumes e hortaliças poderão se adaptar ao clima da sua cidade. Segundo Carol, se for comprar aqueles saquinhos de sementes direto de garden, fique de olho no verso da embalagem.

“Lá atrás tem um mapa do Brasil, com as épocas indicadas para plantio. Uma planta de clima frio não vai se adaptar ao calor tropical do país, por isso priorize as de climas tropicais ou que gostem do clima da sua cidade. Veja também a validade das sementes”, recomenda.

BASTANTE SOL
Temos que ter em mente que é necessário sol e muita criatividade para ter uma horta dentro de casa. “Mapeie quantas horas de sol necessita a planta que você deseja cultivar. Não podemos confundir o sol com iluminação. Às vezes, temos um ambiente claro, iluminado, mas não bate sol. E o sol não é calor! Algumas plantas precisam de sol pleno (batendo 8 horas na folha,) por isso é importante pesquisar antes. 

Outra dica é recorrer à criatividade. Se você mora em apartamento e tem uma parede em que em seu ângulo bate sol, é ali que será um bom lugar para uma horta, nem que seja suspensa”, orienta a especialista.

MUDAS E SEMENTES
Assim que você definir o local e quais os tipos de plantinhas você deseja ter, resta saber se você pretende plantar a partir de sementes ou de uma muda. Semente é muito gostoso porque você acompanha o ciclo da planta. Mas lembre-se: ela é uma bebê, e bem mais frágil. Já a muda crescida está na metade do ciclo. 

Por isso, é sempre bom saber o tempo de vida da planta de horta. São seis meses no máximo, poucas plantas duram mais de um ano. Alface, por exemplo, tem um ciclo muito rápido. Portanto, não tenha dó de colher o que plantou e consuma assim que possível!

ADUBAÇÃO
É importante não descuidar da adubação. “Como a horta tem um ciclo muito curto, ela vai sentir se ficar uma semana sem adubação. Compre o adubo pronto. Há o líquido, farelado... Hoje em dia, muita gente também aposta nas composteiras e minhocários, ou até mesmo se utiliza da papa de liquidificador - restos orgânicos vegetais de comida que sobram na sua cozinha. Em vez de ir para o lixo, é batido com água e vira um ótimo adubo natural. Dá uma espiadinha lá no site Minhas Plantas para saber como preparar”, sugere Carol.

VASOS E ÁGUA
Os vasos podem ser de qualquer material, desde que tenham um palmo de altura. Quanto à quantidade ideal de água, não há regra. Você terá que testar, principalmente porque tudo vai depender de como a planta se adapta à sua região. “O solo é quem deve receber a água, o foco tem que ser na terra. Pode regar com esguicho, copo, regador, mas é a terra que tem que estar molhada”, finaliza.