AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Casa / Harmonizando a casa

O que é a Feng Shui? Saiba os impactos da decoração na casa

Feng Shui relaciona a decoração com a harmonia da casa; entenda o que é essa filosofia chinesa e como implementá-la para equilibrar os ambientes

Saiba como aplicar o Feng Shui e equilibrar a decoração da sua casa - Unsplash/Milada Vigerova
Saiba como aplicar o Feng Shui e equilibrar a decoração da sua casa - Unsplash/Milada Vigerova

Ter a casa cercada por boas energias é uma meta para muitas pessoas. Um lar com mais harmonia proporciona bem-estar e quando se trata de decoração muitos recorrem ao Feng Shui. Entenda como funciona essa técnica milenar e como aplicá-la em casa!

Essa antiga prática chinesa tem como objetivo, por meio dos seus ensinamentos, harmonizar as energias de um ambiente, por isso, algumas de suas técnicas podem ser aplicadas para além do espaço doméstico, sendo possível implementá-la também no trabalho.

A filosofia defende a ideia de que o ambiente físico pode afetar profundamente a vida das pessoas, tanto em termos de sorte quanto de saúde, e é possível equilibrá-lo por meios de elementos naturais. Assim, ligação com a natureza é algo presente sendo que, em chinês, "Feng Shui" significa "vento e água".

Afinal, o que é o Feng Shui?

Se a teoria pareceu complexa, fique tranquila, na prática as técnicas podem ser aplicadas por meio de alguns ajustes na decoração do ambiente.

Para o Feng Shui, diversos aspectos podem influenciam nas energias que fluem em um espaço. Os praticantes dessa filosofia acreditam que tanto a disposição dos móveis quanto as cores das paredes podem impactar na harmonia do local.

Por isso, a principal meta dessa prática milenar é criar um ambiente equilibrado, harmonioso e que seja fácil para a circulação da energia positiva, conhecida como "Qi" ou "Chi". Algo que é alcançado considerando fatores como a orientação geográfica do espaço, a disposição dos móveis, a circulação do ar e da luz, e a decoração.

Fundamentos e princípios

Por ser uma filosofia, o Feng Shuié regido por uma série de fundamentos que orientam a prática, mas, ao mesmo tempo, eles podem ser abordados de diferentes formas que depende da escola que o aplica e das necessidades de cada espaço.

Algo que costuma ser constante na aplicação das técnicas é o objetivo final: criar ambientes que não apenas sejam esteticamente agradáveis, mas também promovam o bem-estar físico, emocional e espiritual das pessoas. Veja abaixo os principais fundamentos do Feng Shui:

  • Qi (Chi): é a energia vital que flui através de tudo no universo, incluindo os seres humanos e os espaços físicos. Assim, busca-se entender como ele se move e pode ser direcionado para promover o bem-estar e a harmonia;
  • Yin e Yang: conceitos fundamentais na filosofia chinesa que representam as forças opostas e complementares do universo. Por isso, equilibrar as energias Yin (passivas) e Yang (ativas) é essencial para criar um ambiente harmonioso;
  • Os cinco elementos: madeira, fogo, terra, metal e água são parte integrante da filosofia e estão associados a diferentes aspectos da vida e do ambiente. Equilibrar e harmonizar esses cinco elementos em um espaço é crucial para promover o fluxo saudável de energia;
  • Baguá: é um diagrama octogonal utilizado no Feng Shui para mapear áreas específicas da vida como carreira, família, saúde e outros. Ele ajuda a determinar onde estão localizados diferentes tipos de energia em uma casa ou ambiente;
O Baguá ajuda a orientar as técnicas de Feng Shui
O Baguá ajuda a orientar as técnicas de Feng Shui - Reprodução/Pinterest

  • Orientação e forma: a orientação geográfica de um espaço e a forma dos edifícios e móveis são aspectos importantes. Para a filosofia, as construções devem estar alinhadas de maneira a facilitar o fluxo de energia benéfica;
  • Cura e remédios: existem várias práticas de cura e remédios que podem ser aplicadas para corrigir problemas de energia em um espaço. Isso inclui o uso de cores específicas, espelhos, cristais, plantas e outros elementos.

Com esses fundamentos em mente, o Feng Shui estabelece 11 princípios básicos para a decoração, como não colocar espelhos de frente para a porta, já que a energia que entra no ambiente pode rebater no espelho e sair novamente, e algumas "regrinhas" de cuidados como arrumar a entrada da casa, pois todo tipo de bagunça gera energia acumulada e negativa.

Além disso, evite colocar quartos em cima de garagens, pois ela canaliza energias ruins que não devem migrar para o local onde se dorme. Na cozinha, mantenha ela sempre limpa assim como deixe o fogão bem cuidado, já que ele simboliza a abundância para o Feng Shui e, quando em bom aspecto, atrai energias positivas nesse sentido.

Outro hábito recomendado é tirar os eletrônicos do quarto, pois eles podem impedir o descanso saudável. Também dispense os objetos quebrados. Para a filosofia chinesa, eles representam perda, sofrimento e desequilíbrio na vida.

Espelhos e plantas são ótimos elementos de decoração para o Feng Shui
Espelhos e plantas são ótimos elementos de decoração para o Feng Shui - Unsplash/Annie Spratt

No banheiro, deixe a porta sempre fechada quando ele não é usado para evitar que a energia desse ambiente circule pelo restante da casa. Também arrume imediatamente caso tenho alguma torneira pingando, já que, no Feng Shui, a abundância e a felicidade vão embora junto com a água, sendo um sinal de má sorte.

Nada de espaços vazios na decoração. Sempre ocupe os lugares sem nada com plantas, que  representam a vida. Não deixe as paredes sujas ou descascadas. Renovar a pintura também ajuda a trazer novas energias para o ambiente.

Quais são as melhores plantas para ter em casa? Veja opções para cada cômodo do lar

Aplicando o Feng Shui em casa

Para aplicar o Feng Shui em casa e para tornar os ambientes harmoniosos e equilibrados, você pode seguir algumas orientações gerais:

  • Limpeza e organização: mantenha sua casa limpa, arrumada e sem objetos quebrados ou que não estão sendo mais utilizados. Uma casa organizada facilita o fluxo de energia positiva (Qi);
  • Fluxo de energia: remova obstáculos e evite móveis ou decorações que bloqueiem a circulação do Qi, especialmente nas áreas de entrada e pelos lugares de passagem;
  • Orientação e arranjo de móveis: considere a orientação dos móveis e mantenha uma boa circulação ao redor deles. Por exemplo, a cama deve estar posicionada de forma que permita uma boa visão da porta, mas não diretamente alinhada com ela;
  • Elementos naturais: use os cinco elementos (madeira, fogo, terra, metal e água) de forma equilibrada. Uma maneira de fazer isso é por meio das plantas que representam a madeira, velas que remetem ao fogo, as cerâmicas ou pedras para simbolizarem a terra, os objetos metálicos que fazem associação ao metal e as fontes de água para a água;
  • Cores: use as cores de acordo com o baguá, o mapa energético do Feng Shui. Por exemplo, as cores claras e suaves são boas pedidas para áreas de descanso, e as cores vibrantes servem para as áreas de atividade;
  • Iluminação: tenha uma iluminação adequada e natural sempre que possível. A luz natural é muito valorizada no Feng Shui, então mantenha janelas limpas e livres;
  • Espelhos: use os espelhos de forma estratégica para refletir a luz e ampliar os espaços, mas evite posicioná-los de maneira que reflitam diretamente camas ou portas;
  • Evite coisas afiadas: cantos afiados, móveis ou objetos pontiagudos podem criar energia negativa. Arredonde os cantos, quando possível, ou coloque plantas próximas a eles.

Para uma aplicação mais específica e personalizada do Feng Shui é importante consultar um especialista na técnica que pode ajudar a organizar e manter as energias da sua casa de acordo com as suas necessidades.

Leia também:

Plantoterapia: como cuidar de plantas pode ajudar a sua saúde mental?

Economia e estilo: como pintar as paredes de casa sozinho?