Clima seco aumenta a chance de sangramentos no nariz; entenda

A baixa umidade do ar resseca a mucosa nasal e causa a dilatação dos vasos

*Dra. Maura Neves, colunista de AnaMaria Publicado terça 17 agosto, 2021

A baixa umidade do ar resseca a mucosa nasal e causa a dilatação dos vasos
Qualquer sangramento nasal deve ser avaliado por um médico otorrinolaringologista - Unsplash

Olá! Nesta semana vou falar um pouco sobre sangramento nasal, também chamado de epistaxe. Pensei no tema pois os sangramentos no nariz ocorrem com mais frequência nesta época do ano por conta do clima mais seco e dos extremos de temperatura. 

Entretanto, eles não acontecem exclusivamente neste período, mas em qualquer estação do ano. Porém, a diferença é que existe um aumento quando o ar está assim, mais seco. 

Primeiro vamos considerar a temperatura: os extremos fazem com que os vasos da mucosa nasal se dilatem. Nas temperaturas altas, essa dilatação ajuda a dissipar o calor. Já nas baixas, propiciam auxílio no aquecimento do ar.  Assim, um rompimento de algum deles fica mais fácil, pois já estão dilatados.

No caso do clima seco, a baixa umidade do ar resseca a mucosa nasal. As vezes sentimos até a garganta ressecada nesse período, o que  também causa uma dilatação dos vasos, responsáveis por umedecer essa mucosa que, quando ressecada, pode facilmente 'rachar' como os lábios, por exemplo. E é nestes pontos que ocorrem os sangramentos.

Claro que há outros fatores relacionados a ocorrência de epistaxe, e um bem importante é a idade. Os sangramentos costumam ocorrer com mais frequência nas crianças e nos idosos, mas não são exclusivos destas faixas etárias.

Nos pequenos, inclusive, são normalmente menos graves que nos idosos. Isso ocorre pois nas crianças principal fator causal para epistaxe são traumas digitais, como a 'frequente' limpadinha no nariz com os dedos para remoção de crostas, o que lesa a região e causa sangramento.

Neste caso, chamamos os sangramentos de anteriores, pois vem da frente do nariz. Normalmente, estes são mais rápidos, param espontaneamente e não causam maiores problemas.

Nos idosos, por outro lado, a tendência é ser mais grave. Muitas vezes são sangramentos que vem do fundo do nariz, chamados de sangramentos posteriores. Nestes casos, a chance de parar espontaneamente é menor (mas pode acontecer) e normalmente os são mais volumosos. Sendo assim, são mais preocupantes.

As epistaxes posteriores se originam nas artérias mais calibrosas, enquanto os sangramentos anteriores podem ser acusados por vasos menores. Porém, atenção: algumas vezes os sangramentos anteriores também não param espontaneamente e podem ser bastante volumosos. 

Por esse motivo, qualquer sangramento nasal deve ser avaliado por um médico otorrinolaringologista para determinar a causa e tratamento.

E a pressão alta, causa sangramento no nariz?
A resposta é sim! A pressão alta, tanto isolada (aquela que sobe quando ficamos nervosos) ou de pessoas com hipertensão arterial em uso de medicação também tem maior chance de epistaxe.

Muitas vezes, há uso além das medicações para a pressão, de medicamentos para tratamento do coração como anticoagulantes ou até ácidos acetil salicílico. Eles atrasam a coagulação do sangue e podem piorar muito uma epistaxe.

Rinite, sinusite e gripe pode dar epistaxe?
Podem sim! A inflamação no nariz faz com que os vasos se dilatem e isso facilita ter sangramentos. Nestes casos, quando ocorrem são pequenos, muitas vezes vem junto com a secreção nasal e não representam risco.

Tem algum remédio que causa sangramento?
Sim! Os principais são os anticoagulantes. São medicamentos que impedem a coagulação e são usados em AVC, trombose e embolia. Pessoas com Covid também tem usado esses medicamentos, já que essa doença aumenta a chance de trombose.

Os mais comumente usados são a heparina, varfarina e rivaroxabana, que devem ser administrados com cuidado e sempre com acompanhamento médico, já que o seu uso incorreto pode levar à ocorrência de hemorragias graves.

Outros que podem aumentar sangramento sao ginkgobiloba, gengibre, alho e ginseng. Estes são muito utilizados como suplementos alimentares e em algumas dietas. Para causarem aumento de sangramento devem ser utilizados de maneira contínua em doses de tratamento. Além disso, devem ser interrompidos antes de cirurgias por exemplo.

Mas se o nariz sangrar o que devo fazer?
Primeira coisa: não se desespere! Anote as dicas:

1. Procure algum local fresco e não fique no sol ou calor.
2. Faça compressas frias na face ou coloque gelo.
3. Não vire a cabeça para trás. Isso fará engolir o sangue, o que dá muito enjoo e faz vomitar, podendo piorar o sangramento. A posição adequada é inclinado para frente, sem direcionar a cabeça abaixo do nível dos ombros. Em outras palavras: incline levemente a frente para que o sangue escorra pelo nariz.
 4. Aperte o nariz durante três a cinco minutos e respire pela boca neste momento. Caso o sangue desça pela garganta, tente não engolir.
5. Se o sangramento não parar, procure um hospital.

*DRA. MAURA NEVES é formada na Medicina pela Faculdade de Medicina da USP. Residência em Otorrinolaringologia pelo HC- FMUSP. Fellow em Cirurgia Endoscópica pelo HC- FMUSP. Doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. Médica Assistente do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo -SP. Aqui na Revista AnaMaria, trará quinzenalmente um conteúdo novo sobre a saúde do ouvido, nariz e garganta. Instagram: @dra.mauraneves

Último acesso: 28 Nov 2021 - 11:29:27 (1148904).