AnaMaria

Como desentupir o nariz: soro é ou não descongestionante nessa hora?

Mitos e verdades na hora de descongestionar o nariz

*Dra. Maura Neves, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 05/04/2022, às 08h00

Estratégias de prevenção através de lavagem nasal com solução salina: quando usar cada uma? - Unsplash
Estratégias de prevenção através de lavagem nasal com solução salina: quando usar cada uma? - Unsplash

Olá, pessoal! A chegada do outono traz um aumento na frequência de doenças respiratórias. E aí é um tal de gripes, resfriados, rinites... O que todas elas têm em comum é deixar o nariz entupido. Já até contei aqui no site estratégias de prevenção através de lavagem nasal com solução salina. No entanto, sempre acaba surgindo uma dúvida: descongestionante nasal e soro são a mesma coisa?

Chegou a hora de desvendarmos alguns mitos e verdades sobre esta polêmica, vinda diretamente das prateleiras das farmácias!

1. Descongestionante nasal e soro são tudo a mesma coisa

MITO. Apesar de as soluções salinas serem comercializadas como descongestionante nasais (escrito na caixa vendida na farmácia) eles são diferentes. A soluções salinas ou soro fisiológico 0,9% são indicadas para a lavagem e limpeza Nasal. Sua ação descongestionante está em reduzir a quantidade de secreção e de substâncias inflamatórias no nariz. Com menos inflamação, o nariz desentope. Por conta disso, seu efeito não é imediato.

Já os medicamentos descongestionantes contêm substâncias ativas (oximetazolina, xilometazolina e nafazolina) na sua formulação. Esses medicamentos tem uma ação direta na mucosa e desentopem através da redução do tamanho dos vasos sanguíneos do nariz. Tem uma ação imediata, com duração do efeito variável entre de 8 a 12 horas. Após esse período, os vasos incham de novo e o nariz entope, sendo necessário usar o remédio novamente.

Vale ressaltar também que, após um período curto de tempo (entre 3 a 5 dias) já há efeitos de dependência da medicação, pois quando acaba seu efeito, o nariz incha mais do que antes e em menos tempo. Chamamos isso de efeito rebote: quanto mais se usa o remédio, mais é preciso usar. Neste momento, o paciente desenvolve uma rinite medicamentosa.

2. Descongestionante nasal vicia o nariz

VERDADE. Os medicamentos que desentopem rápido o nariz tem efeito durante um tempo. Após esse período, os vasos incham de novo e o nariz entope, sendo necessário usar o remédio novamente. Após um intervalo curto de uso (entre 3 a 5 dias) já há efeitos de dependência da medicação.

Chamamos isso de efeito rebote: quanto mais usa o remédio, mais precisa usar. Isto acontece pois, quando acaba a ação do medicamento, o nariz incha mais do que antes e em menos tempo. Neste momento, o paciente desenvolve uma rinite medicamentosa

3. Descongestionante nasal com medicamento melhora a rinite

MITO. Os descongestionantes nasais tem ação em desentupir o nariz de maneira rápida, mas não nos demais sintomas da rinite, tais como coceira, coriza e espirros. Para tratar adequadamente a rinite são indicados outros medicamentos, como antialérgicos que não causam efeito de viciar o nariz.

Já o soro fisiológico está indicado na tanto prevenção quanto no tratamento das crises de rinite. A lavagem nasal tem ação de reduzir a inflamação nasal, o que reflete na redução da quantidade de medicamentos necessários para controlar a rinite.

4. Descongestionante nasal com medicamento pode dar efeitos no corpo (efeito colateral)

VERDADE. Os efeitos colaterais podem aparecer a depender da dose utilizada. Podem ocorrer elevação da pressão arterial, insônia, além da rinite medicamentosa já citada. Por conta disso, a prescrição do medicamento só pode ser feita a partir de uma conversa do paciente com seu médico.

Somente uma cuidadosa avaliação médica, com a coleta dos antecedentes pessoais e exame físico detalhado poderão identificar o quadro clínico e qual o melhor tratamento a ser instituído. Muitas vezes esses medicamentos não são necessários. Infelizmente, seu efeito rápido e venda livre nas farmácias não leva em conta esses fatores.

5. Lavagem Nasal com soro só deve ser feita nas crianças

MITO. A lavagem Nasal com soro fisiológico pode ser feita por adultos e crianças e tem os mesmos benefícios em ambos: redução dos sintomas de rinite, auxiliar no tratamento de sinusites agudas e crônica, além de prevenir gripes e resfriados.

6. Os descongestionantes nasais com medicamento também podem ser usados em todas as idades

MITO. E um mito bem perigoso! Esses medicamentos tem seu uso em crianças muito restrito (para não dizer que nunca usamos!). E, considerando a questão dos efeitos colaterais, pessoas com problemas cardíacos, pressão alta e gestantes são grupos que devem evitá-los.

7. Lavar o nariz com Soro fisiológico também aumenta a pressão arterial por ter muito sal.

MITO A quantidade de sal presente na solução salina é pequena e mesmo quando deglutida não é suficiente para aumentar a pressão. Na dúvida, a lavagem com soro pode ser realizada com outras técnicas que não envolvam sua deglutição.

Moral da história? Cuidado com medicamentos de venda livre nos balcões das farmácias. Busque sempre informações de fontes confiáveis!

*DRA. MAURA NEVES é formada na Medicina pela Faculdade de Medicina da USP. Residência em Otorrinolaringologia pelo HC- FMUSP. Fellow em Cirurgia Endoscópica pelo HC- FMUSP. Doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. Médica Assistente do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo -SP. Aqui na Revista AnaMaria, trará quinzenalmente um conteúdo novo sobre a saúde do ouvido, nariz e garganta. Instagram: @dra.mauraneves