AnaMaria

Sabia que aquele seu equipamento velho não pode ir direto para o lixo?

Como a sua empresa pode ajudar a cuidar do planeta com o TI Verde

*Juliano Schimiguel, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 01/09/2021, às 08h00

Muito cuidado ao descartar o seu equipamento antigo - Howard Bouchevereau/unsplash
Muito cuidado ao descartar o seu equipamento antigo - Howard Bouchevereau/unsplash

A Tecnologia da Informação envolve o uso de computadores, notebooks, smartphones, softwares e aplicativos em nossas vidas. Mas você sabia que ela pode ter uma pegada sustentável, conservando os recursos do nosso planeta? O “TI Verde” envolve o uso e descarte apropriado e sustentável de recursos computacionais como, por exemplo, das peças de computadores, que chamamos de hardware.

Um grande problema não somente do Brasil, mas do mundo inteiro, é o uso e consumo indiscriminado de computadores e smartphones. Esses equipamentos, depois de se tornarem antigos (obsoletos), acabam sendo descartados inadequadamente, como se fossem lixo comum. O que poucos sabem, porém, é que eles possuem componentes químicos que podem ser nocivos às vidas humanas, especialmente quando descartados sem os devidos cuidados.

Segundo o CanalTech, um relatório aponta que apenas 2% do lixo eletrônico brasileiro é reciclado. E olha o perigo: o chumbo, por exemplo, pode ser encontrado em computadores, TVs e smartphones; o cádmio em baterias de notebooks; o mercúrio em monitores de computadores e TVs de tela plana; o cromo em micro-processadores de computadores; o cobre em monitores e também conectores de computadores; e o PVC (um tipo de plástico) em computadores e em fios para isolar corrente elétrica.

DESCARTE VERDE
Hoje em dia existem empresas especializadas em fazer a coleta e reciclagem de equipamentos eletrônicos. Elas cuidam especialmente de impressoras, micro-ondas, liquidificadores, geladeiras, celulares, tablets, telefones, câmeras, computadores, monitores, DVDs e teclados, fazendo a separação daquilo que ainda pode ser aproveitado, e descartando adequadamente o que não pode mais ser utilizado.

Algumas empresas hoje em dia fazem aquilo que chamamos de logística reversa. “Logística” envolve a parte de transportar os produtos, como trazê-lo da fábrica para as lojas. Já o processo "reverso" seria utilizar o caminhão para transportar materiais (para a empresa) a serem descartados e reutilizados, como isopor, plástico e computadores, além de smartphones antigos, pilhas e baterias deixados na loja pelos próprios clientes, por exemplo.  Algumas empresas brasileiras praticam da logística reversa, como as Casas Bahia, e a Itautec.

MAS É SÓ ISSO?
Não, tem muito mais. Um TI Verde envolve, por exemplo, substituir copos descartáveis na empresa por versões de uso individual. Desta forma, diminuímos o consumo desenfreado de recursos que degradam o meio ambiente, como é o caso do plástico.

A TI Verde envolve também a produção de computadores de menor consumo de energia elétrica. Entre as empresas consideradas “mais verdes”, podemos destacar: HP, Dell, Intel e IBM. São equipamentos com desligamentos automáticos quando não estiverem sendo utilizados, por exemplo. 

E aí na empresa em que você trabalha? O 'TI é verde? Até o próximo texto!

*JULIANO SCHIMIGUEL é Pesquisador, Orientador de Doutorado e Mestrado, Professor Universitário (Universidade Cruzeiro do Sul – São Paulo/SP, Centro Universitário Anchieta – Jundiaí/SP) e escreve sobre Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), além de seu impacto na sociedade e no ensino e aprendizagem. Para encontrá-lo, basta acessar seu LinkedIn ou mandar um e-mail: schimiguel@gmail.com