AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Você sabe o que é etarismo fashion? Entenda o preconceito em relação ao vestir

Etarismo fashion: “códigos sociais” não devem definir o que mulheres maduras devem usar

*Leka Oliveira, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 01/07/2022, às 08h00

Etarismo Fashion: Vera Fischer, Leka Oliveira e Beata. - Instagram/@verafischeroficial/@lekaolliveira/@thevogue_dus
Etarismo Fashion: Vera Fischer, Leka Oliveira e Beata. - Instagram/@verafischeroficial/@lekaolliveira/@thevogue_dus

Ei, menina! Você sabe o que é etarismo fashion? Já sofreu esse tipo de preconceito? Como se sentiu? Antes de qualquer coisa, é essencial entender que o etarismo fashion se refere ao preconceito em relação às roupas e acessórios que pessoas mais velhas escolhem usar. No entanto, também se estende a forma como nós escolhemos assumir nossos corpos.

E os homens também sofrem esse tipo de preconceito? Sim, claro! O fato de ainda vivermos em uma sociedade machista, porém, gera uma cobrança bem mais amena e sutil para eles.

Hoje trago essa reflexão visando contribuir para a ressignificação do tema e o enfrentamento do etarismo fashion. Na sequência, também separei dicas e mulheres 40, 50+, 60+ para você se inspirar, se vestir de si mesma e ser feliz em qualquer idade!

1. OS PADRÕES DE BELEZA, O ETARISMO E OS “CÓDIGOS DE MODA” ATUAIS

Vera Fisher
Vera Fischer, 70 e Leka Oliveira, 46 (Crédito: Instagram/@verafischeroficial e Arquivo Pessoal)

Você já deve ter ouvido ou conhece alguém que já ouviu “mas, com essa idade?” Fazendo uma pesquisa rápida na internet é muito fácil encontrar textos de consultores de moda e blogueiras, que beiram a crueldade, ditando regras para nós, maduras. Muitas matérias definem de forma preconceituosa o que devemos evitar - e a lista é enorme, viu? Inclui minisaia, jeans rasgado, decote, camisetas com mensagens e temas divertidos, acessórios modernos e muitos outros.

2. SUA IDADE NÃO DETERMINA SEU ESTILO E O QUE DEVE USAR

Claudia Raia
Leka Oliveira, 46 e Cláudia Raia, 55 (Crédito: Arquivo Pessoal e Instagram/@claudiaraia)

Sua forma de vestir expressa sua personalidade, sua autenticidade, quem você é e como quer se colocar no mundo. Nós somos únicas e nossas escolhas também são. Então, quer usar minisaia e decote? Usa, não quer, não usa e está tudo bem! Só não deixe de ser você para se encaixar nos padrões preconceituosos e manuais antigos de moda que ainda ditam o que devemos vestir e como agir.

3. RESPEITO E SORORIDADE IMPORTAM MUITO

Xuxa e Madonna
Xuxa Meneghel, 59 e Madonna, 63 (Crédito: Instagram @xuxameneguel e @madonna)

Hoje, as redes sociais têm servido de “palco” para comparações e julgamentos impiedosos em relação às mulheres mais velhas. A empatia e a sororidade, tão defendida na teoria, ainda é pouco vivenciada. E o pior: muitas vezes, as críticas ácidas e desrespeito partem das próprias mulheres, que não suportam conviver com as diferenças que existem, e sempre existirão, entre nós!

A hastag #idadesemregras que uso no meu perfil e comunidade que tenho criado, traz a ideia de que nós temos nossas escolhas e nossas regras individuais. Por isso, não podemos definir ou impor regras para outras mulheres, por mais que nossas escolhas sejam diferenciadas.

Produção Leka: Sérgio Ghalki (fotos), Gilza Cunha (maquiagem) e Beatriz Hairs (cabelos).

LEKA OLIVEIRA é produtora de conteúdo, empreendedora e influencer madura. Na Revista Ana Maria apresenta especialmente para as mulheres maduras, dicas de moda, beleza, autoestima, saúde e muito mais. Instagram: @lekaolliveira