AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Meditação e Mindfulness: entenda as diferenças e conceitos dessas práticas

A escolha de uma prática requer compreensão de seus objetivos, bem como um entendimento do que cada tipo de meditação oferece

*We Mystic Brasil, colaboração especial para AnaMaria Publicado em 08/07/2021, às 08h00

Não há maneira certa ou errada de praticar, todos nós fazemos de formas diferentes - Unsplash
Não há maneira certa ou errada de praticar, todos nós fazemos de formas diferentes - Unsplash

Se chegou até aqui, é porque provavelmente existem dúvidas sobre os termos 'meditação' e 'mindfulness'. Afinal, não é tudo igual? A resposta é que não é bem assim. Embora a atenção plena e a meditação estejam inter-relacionadas, elas não são a mesma coisa. Uma compreensão básica das diferenças entre esses dois conceitos pode te ajudar a encontrar o melhor método que atenda às suas necessidades. 

Meditação e Mindfulness: quais as diferenças?
Na verdade, ambas são reflexos uma da outra: enquanto mindfulness enriquece a meditação, esta, por sua vez, nutre e expande o mindfulness. Em outras palavras, enquanto a primeira pode ser praticada várias vezes ao dia e em qualquer situação, a segunda geralmente tem hora, local e um período específico para ocorrer.

A meditação normalmente se refere à prática formal, sentada. E ainda assim existem muitos tipos diferentes de técnicas, cada um com distintas qualidades e práticas específicas que conduzem o meditador em diversas direções de autodesenvolvimento. 

A escolha de uma prática requer uma compreensão de seus objetivos, bem como um entendimento do que cada tipo de meditação oferece. Alguns desses métodos têm como foco a respiração, os sentimentos que você está lidando no momento, o entoar de mantras, visualizações ou ainda podem ser guiadas por meio de um instrutor ou áudios que você encontra facilmente na internet. 

Outras modalidades permitem até mesmo usar o seu corpo para proporcionar o estado de atenção necessário, como é o caso das pessoas que meditam caminhando ou praticando yoga. Portanto, basicamente, a meditação é uma prática intencional, onde você usa o foco para atingir um estado de calma, concentração, consciência e equilíbrio emocional. E você permanece um certo tempo nessa sintonia — de um minuto a uma hora ou mais.

Mindfulness como prática e técnica auxiliar
Quando falamos em mindfulness, estamos nos referindo a um método auxiliar de meditação. A prática é o simples ato de prestar atenção, perceber e estar presente em tudo o que está fazendo. Quando você está ativamente atenta, percebe também o mundo ao seu redor, bem como seus pensamentos, sentimentos, comportamentos e movimentos.

Isso significa que a técnica permite que você se livre, mesmo que por alguns instantes, do passado e do futuro, além de julgamentos sobre o que é certo ou errado. Atenção plena é estar totalmente presente no aqui e no agora, sem distrações.

O mindfulness é uma forma de meditação “mente limpa”, em que atenção é direcionada ao ritmo natural da respiração ou ao compasso de uma caminhada lenta, por exemplo. Algumas pessoas, inclusive, praticam a atenção plena por meio de seus cinco sentidos durante as atividades cotidianas, como ao escovar os dentes. 

Você poderá se concentrar no sabor ou no cheiro do creme dental, no som das cerdas se movendo, no seu reflexo no espelho do banheiro, e por aí vai. As opções são inúmeras, e não precisa parar tudo o que estiver fazendo para se dedicar a ela.

Entretanto, esse método é apenas um auxiliar e não a experiência em si. É como um prego que pode ajudar a construir uma casa, mas que necessita de outras ferramentas para tal. Da mesma forma, a prática da meditação não é engessada. Podemos testar vários outros métodos, mas a quietude sempre estará lá para lhe proporcionar orientação, inspiração e clareza. 

Não há maneira certa ou errada de praticar, todos nós fazemos de formas diferentes — sempre identificando aquela que funciona melhor para cada personalidade e estilo de vida. 

Os benefícios da meditação Mindfulness
Um estudo publicado na revista Science descobriu que em 46,9% do tempo, nossas mentes estão divagando e que as pessoas que têm mentes dispersas tendem a ser infelizes. Os humanos são únicos entre os animais que passam a maior parte do tempo pensando sobre coisas que não existem, que já existiram, ou que estão longe demais de acontecerem.

Portanto, se a meditação nos ensina a habilidade da atenção plena, a mesma nos ajuda a sermos mais felizes ao evitar que nossa mente vagueie e se concentre no momento presente. Isso tem impactos positivos em seu corpo, em seus relacionamentos e em vários aspectos de sua vida.

Além disso, a prática também libera hormônios responsáveis pela sensação de felicidade e bem-estar, reduz a pressão arterial, melhora a digestão e relaxa tensões musculares. Tudo tão simples, mas com efeitos tão maravilhosos!

No começo, talvez você tenha dificuldade em se manter focada na sua própria respiração ou em seus cinco sentidos por muito tempo, mas não desanime. O mais importante é perseverar. Deste modo, como qualquer exercício, a prática leva à perfeição e suas habilidades certamente irão melhorar com o tempo — assim como os benefícios.

*WE MYSTIC BRASIL é um site de conteúdo e ferramentas que poderão ajudar a nossa comunidade a tomar decisões mais conscientes e fundamentadas na área da Espiritualidade e Bem-Estar. Acesse: www.wemystic.com.br

{# Taboola Newsroom #}