Aplicativos de economia e carona compartilhada: experiência de quem usou

Caronas tendem a ser mais baratas do que as viagens de ônibus, chegando a custar 50% do valor

*Juliano Schimiguel, colunista de AnaMaria Publicado quarta 17 março, 2021

Caronas tendem a ser mais baratas do que as viagens de ônibus, chegando a custar 50% do valor
Existem opções para diferentes tipos de viagem - Pixabay

Os aplicativos caíram no gosto do brasileiro de alguns anos para cá. Tanto que existe app para praticamente tudo nesta vida, indo desde as tarefas mais básicas até funções especializadas. E os aplicativos de economia compartilhada se enquadram justamente neste contexto. Dentre eles, temos os aplicativos de caronas, como o Waze CarPool e o BlaBlaCar.

O Waze CarPool pode ser acessado diretamente pelo aplicativo de rotas e mapas Waze. Ele é mais indicado para caronas dentro da própria cidade, em trajetos relativamente curtos. Um exemplo é ir da sua casa até o trabalho, ou até a faculdade.

Entre as vantagens, o aplicativo possibilita criar uma agenda semanal de caronas, em horários pré-estabelecidos. Aparentemente, porém, qualquer um pode pedir a carona, deixando a segurança um pouco a desejar.

Já o BlaBlaCar é uma plataforma de caronas francesa, destinada a viagens de longa distância, entre cidades, usando rodovias. O app possibilita ratear o valor total entre os caroneiros, considerando custos de combustível e pedágio. 

Uma das grandes vantagens do aplicativo é a segurança, pois seus usuários recebem avaliações. Tanto o motorista quanto quem pega carona. Nesta situação, o intuito é que a viagem seja em segurança. Outra vantagem é colocar os níveis de satisfação/avaliação com a carona realizada. Pode ser excelente, muito bom, bom, regular, ruim e muito ruim.

É possível, inclusive, acessar o perfil de Facebook do parceiro de carona, além de confirmar sua identidade através do número de celular e documentos como o RG.

OPINIÃO DE QUEM USOU
O engenheiro mecânico Pedro Scarso é um usuário assíduo do Blablacar. Ele conta que sempre tenta fazer o trajeto entre São Paulo (SP) e o interior do Estado com a ajuda de caronas. "Tive um namoro a distância e o app foi fundamental nessa fase", explica.

Segundo ele, os motoristas criam a carona informando a cidade de onde sairão, pontos de encontro e o destino, além de dizer horário da partida e alguma observação extra. "Os solicitantes buscam as caronas que os atendam e fazem a reserva. Depois de aceita, o app permite a comunicação entre as duas partes", ressalta.

E QUAL É A GRANDE VANTAGEM E AS DESVANTAGENS?
As caronas realmente tendem a ser mais baratas do que as viagens de ônibus, chegando a custar 50% do valor. "Outro ponto que acho incrível são as avaliações e os depoimentos de outras pessoas sobre viagens anteriores, criando um ambiente mais seguro", diz Pedro.

Já entre as desvantagens, especialmente para quem pega a carona, são os horários oferecidos, sempre de acordo com a agenda do motorista da viagem. "Ou pode ser dele colocar três pessoas atrás, tornando viagens longas um pouco desconfortáveis dependendo do modelo carro", ressalta o engenheiro mecânico.

Quem está no papel titular do carro, por outro lado, pode ter o problema de nem sempre conseguir passageiros. Para ambas as partes, falta de comprometimento, gerando cancelamentos de última hora, também atrapalha bastante.

VIAGEM SEGURA... E LEGAL!
Pedro ressalta nunca ter tido nenhuma experiência que o tenha deixado com medo ou inseguro. Para ele, inclusive, as melhores viagens são aquelas em que a conversa se mantém durante todo o percurso. "Não percebo o tempo passar e a troca de experiências gera muitas risadas", diz. 

Mas se você é uma pessoa mais quietinha, não tem problema. Na criação do perfil no app, é possível escolher seu estilo de viagem: se gosta de conversar, ou prefere ficar quieto, se fuma ou não. Essas informações ajudam na criação de um ambiente agradável dentro carro.

"Uma vez, peguei uma carona às 2h30 da manhã em um posto na beira da Dutra, quando morei em São José dos Campos (SP). Foi estranho, mas o motorista era muito gente fina, conversamos a viagem toda. Chegamos antes do previsto e ele ainda esperou comigo até meu pai chegar para me buscar. De forma geral, são tantas histórias engraçadas que o pessoal compartilha durante as viagens que vale muito a pena", ressalta.

Esperamos que, com esta matéria, tenhamos desbravado um pouco o mundo da economia compartilhada, particularmente dos aplicativos de caronas! E até o próximo texto...

* Colaborou: Juliana Ribeiro

*JULIANO SCHIMIGUEL é Pesquisador, Orientador de Doutorado e Mestrado, Professor Universitário (Universidade Cruzeiro do Sul – São Paulo/SP, Centro Universitário Anchieta – Jundiaí/SP) e escreve sobre Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), além de seu impacto na sociedade e no ensino e aprendizagem. Para encontrá-lo, basta acessar seu LinkedIn ou mandar um e-mail: schimiguel@gmail.com

Último acesso: 10 May 2021 - 15:33:42 (1142430).