AnaMaria
Comportamento / Cuide-se!

Compras por impulso: veja 6 dicas para se controlar e reduzir os gastos do cartão

É comum que o comprador compulsivo até saia em busca de empréstimos na tentativa de acabar com as dívidas

Luciana Ikedo Publicado em 22/05/2021, às 14h00

"Eu estou atolada em dívidas por causa da mania de comprar tudo o que vejo pela frente. Como posso sair dessa situação?” - Pixabay/Jarmoluk
"Eu estou atolada em dívidas por causa da mania de comprar tudo o que vejo pela frente. Como posso sair dessa situação?” - Pixabay/Jarmoluk

Oniomania é o nome dado ao impulso incontrolável e constante de realizar compras. A prática prejudica não só a vida financeira, como também a pessoal e profissional. Diferente do consumista, o comprador compulsivo enxerga na aquisição de produtos um alívio emocional. É aí que mora o perigo. 

Ao comprar compulsivamente, perde-se a capacidade de ponderar as consequências que as compras trarão à sua vida e finanças. É comum que o comprador compulsivo saia em busca de empréstimos na tentativa de acabar com as dívidas - e assim se endivida ainda mais. Como o consumo faz parte do nosso cotidiano, pode parecer difícil lidar com o transtorno, mas não é. 

PROCURE AJUDA
Além de procurar ajuda especializada, algumas estratégias, como assumir o controle financeiro, pode ajudar. O autoconhecimento deve ser o pontapé inicial. Procure identificar em quais situações você já fez compras por impulso e quais sentimentos te levaram a isso: alegria, tristeza, raiva? Pense se costuma fazer esse tipo de compra assim que recebe o salário ou após pagar as contas. 

MUDE SEUS HÁBITOS DIÁRIOS
Tente mudar de itinerário nesses momentos para não cair em tentação. Visualize com clareza que o dinheiro é um recurso que demanda tempo para ser conquistado e, por isso, precisa ser utilizado de forma consciente. 

ESCREVA TUDO O QUE GASTA
Anotar gastos, desde aquele cafezinho até as compras mais caras, pode fazer a diferença. Há aplicativos de controle financeiro que ajudam. A partir desse controle, a elaboração de um orçamento mensal ficará mais fácil. Saber quanto entra e quanto sai de dinheiro e para quais atividades ele é destinado vai fazer com que as compras por impulso diminuam gradativamente, e você saia de uma vez por todas do vermelho. 

COMPRAS PARCELADAS
Ao comprar de forma parcelada, temos a falsa sensação de que aquela compra ainda cabe no nosso orçamento. Por isso, outra dica importante é: prefira pagar à vista, sempre que possível. Se não tiver dinheiro ou limite no cartão o suficiente para quitar o valor integral da compra, esse pode ser mais um lembrete de que, talvez, seja melhor deixar essa aquisição para outra hora. Tenha o controle de sua vida financeira!

FAÇA LISTAS
Vai às compras e deseja evitar tentações? Então, antes de sair de casa, anote em um papel tudo aquilo que será necessário comprar. As listas nos dão a real noção do que é necessário comprar, e também uma margem de quanto você pode gastar. Novamente: o controle dos gastos é fundamental.

LUCIANA IKEDO (@lucianaikedo) é assessora de investimentos com certificação CFP®, MBA Internacional pela FGV, com extensão na Ohio University (EUA) e em Finanças pelo Ibemec/Insper.