AnaMaria
Coronavírus / Imunizantes!

Anvisa aprova uso emergencial da vacina CoronaVac e de Oxford

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou os imunizantes desenvolvidos pelo Instituto Butantan e pela Fiocruz

Da Redação Publicado em 17/01/2021, às 15h22 - Atualizado às 15h34

A Anvisa liberou o uso emergencial na tarde deste domingo (17) - Pixabay/fernandozhiminaicela
A Anvisa liberou o uso emergencial na tarde deste domingo (17) - Pixabay/fernandozhiminaicela

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou, na tarde deste domingo (17), o uso emergencial das vacinas CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, e AstraZeneca, da Universidade de Oxford com a Fiocruz

Com isso, as vacinas poderão ser aplicadas na população brasileira. Em reunião, que ainda acontece, foi explicado que elas serão usadas preferencialmente no SUS (Sistema Único de Saúde), além de iniciar a imunização para as pessoas que são do grupos de risco, como indígenas, idosos e profissionais de saúde.

Para a liberação do uso emergencial, foi necessário que a maioria dos diretores da agência votassem a favor da vacina. 

A primeira a falar foi MeiruzeFreitas, relatora dos dois pedidos, que votou pela aprovação temporária. Ela entendeu que os benefícios dos imunizantes superam os eventuais riscos, além de ressaltar a importância dos institutos permanecerem em contato com a Anvisa. 

A aprovação aconteceu tendo em vista o cenário atual da pandemia de Covid-19, onde há o aumento do número de casos e mortes. 

Sobre os próximos passos, de acordo com informações do portal UOL, o início da imunização irá depender da logística de distribuição de doses e da organização da campanha. O Ministério da Saúde pretende começar a vacinação nesta semana, enquanto o governo paulista quer iniciar a vacinação ainda neste domingo.

Tanto a CoronaVac, quanto a AstraZeneca, precisam de dose dupla.