AnaMaria
Coronavírus / MILAGRE

Intubada com covid-19, mulher acorda no dia em que seus aparelhos seriam desligados

A morte da paciente pela doença havia sido dada como certa pelos médicos responsáveis

Da Redação Publicado em 20/11/2021, às 18h57 - Atualizado às 19h00

Até os médicos ficaram impressionados com a recuperação - Facebook/Andrew Lerman
Até os médicos ficaram impressionados com a recuperação - Facebook/Andrew Lerman

Um verdadeiro ‘milagre médico’ foi vivenciado pela norte-americana Bettina Lerman, de 69 anos. A mulher estava há um mês em coma para o tratamento de um caso grave de covid-19 e, no dia em que os aparelhos que a mantinham viva seriam desligados, ela simplesmente acordou. 

O caso aconteceu em Portland, nos Estados Unidos, e foi reportado ao jornal Washington Post. Segundo as informações, a família de Bettina já havia autorizado o desligamento dos aparelhos após ouvir dos médicos que a idosa não sobreviveria. 

A doença foi agravada devido ao quadro de diabetes da norte-americana, que havia passado por uma cirurgia recente para a implantação de um marca-passo quádruplo. Os pulmões da paciente já estavam ‘totalmente destruídos’ quando ela conseguiu se recuperar. 

O mais curioso é que até mesmo o caixão, a lápide e a roupa com a qual ela seria enterrada já haviam sido escolhidos pela família. Até que, no final do mês de outubro, seu filho Andrew recebeu uma ligação do hospital avisando que a mãe havia despertado.

Bettina, inclusive, já recebeu alta da UTI e está se preparando para o tratamento de reabilitação. Os médicos responsáveis declararam ao Washington Post que a recuperação da paciente é um ‘milagre médico’.