AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Coronavírus / Desdobramento

Perícia aponta que seringa não tinha falhas no caso da idosa que foi enganada em vacinação 

Técnica de enfermagem fingiu ter aplicado o imunizante contra coronavírus em senhora de 97 anos

Da Redação Publicado em 04/02/2021, às 09h27 - Atualizado às 09h32

O êmbolo não apresentou falhas ao ser acionado manualmente - Pixabay
O êmbolo não apresentou falhas ao ser acionado manualmente - Pixabay

A primeira perícia criminal do Instituto de Criminalística de Alagoas apontou que a seringa usada por uma técnica de enfermagem que simulou a vacinação contra covid-19 em uma idosa de 97 anos não apresentou falhas no funcionamento do êmbolo. 

Foram realizados diversos exames e testes para constatar se houve irregularidade ou defeito nas seringas do lote que estava em uso na ocasião. 

A seringa e o imunizante foram encontrados no local de descarte do estacionamento do Pátio Shopping, no bairro Benedito Bentes, em Maceió (AL), onde a profissional trabalhou no dia da falsa vacinação. 

O Instituto de Criminalística informou ao portal UOL que recebeu lacrada a caixa coletora de materiais infectantes utilizada pela técnica de enfermagem. O material estava em poder da Secretaria Municipal de Saúde e foi enviado na última terça-feira (2), após determinação do Ministério Público de Alagoas.

Ao todo, foram 119 seringas usadas e descartadas na caixa. "Desse total, apenas uma dessas possuía o líquido em seu interior", afirmou a perita criminal Bárbara Fonseca

Assim, o equipamento passou por um teste que mostrou que o êmbolo não apresentou falhas ao ser acionado manualmente. 

O laudo com o resultado dos exames será enviado ao Ministério Público e à Delegacia Geral de Polícia de Alagoas para instauração do inquérito criminal contra a enfermeira.

ENTENDA O CASO
Uma técnica de enfermagem foi afastada da função após fingir que aplicou a vacina contra covid-19 em uma idosa de 97 anos, em Maceió (AL). 

A senhora foi até o Pátio Shopping, um dos pontos da campanha de vacinação, teve seu braço esquerdo furado pela agulha, no entanto, não recebeu o líquido do imunizante. A cuidadora da idosa gravou um vídeo do momento. 

Diante das imagens, familiares da senhora, que não teve o nome revelado, procuraram os responsáveis pela campanha de vacinação, que constataram a fraude. Assim, outra profissional fez a aplicação correta da vacina e o procedimento foi registrado novamente. 

A Prefeitura de Maceió afastou a profissional que cometeu a fraude e abriu um procedimento administrativo para investigar o caso.

{# Taboola Newsroom #}