AnaMaria
Coronavírus / Vacinação

Prefeitura de São Paulo diminui para 30 dias o intervalo entre as doses da Pfizer e Astrazeneca

População paulistana receberá a imunização completa antes do esperado

Da Redação Publicado em 22/08/2021, às 17h29 - Atualizado às 17h29

Segunda dose da Pfizer e Astrazeneca é adiantada em São Paulo - Pixabay
Segunda dose da Pfizer e Astrazeneca é adiantada em São Paulo - Pixabay

A prefeitura de São Paulo anunciou, na última sexta-feira (20), uma nova alteração no calendário de vacinação contra a covid-19. Isso porque, a partir deste fim de semana, os paulistanos que tomaram os imunizantes da Pfizer ou Astrazeneca há 30 dias já podem se inscrever na chama 'xepa' - que usa as doses remanescentes - para receberem a segunda dose.

Atualmente, o intervalo entre as duas doses era de 60 dias, entretanto, com o avanço da vacinação, a população adulta da capital pode se imunizar completamente antes do esperado. O calendário prevê também a imunização dos adolescentes que têm entre 16 e 17 anos e doenças preexistentes até o dia 25 de agosto.

Vale lembrar que, além da Pfizer e Astrazeneca, também estão sendo aplicadas as primeiras e segundas doses da Coronavac (intervalo de 14 a 28 dias entre as doses). Basta procurar a UBS mais próxima para se inscrever no programa da 'xepa'.

O objetivo do prefeito Ricardo Nunes é conter os avanços do vírus o quanto antes, o que já tem mostrado ótimos resultados nas últimas semanas.