Sites de conteúdo adulto crescem com a quarentena pelo coronavírus

CameraHot, PornHub e outros endereços dobraram as visualizações

Da Redação Publicado terça 24 março, 2020

CameraHot, PornHub e outros endereços dobraram as visualizações
Acessos e visualizações cresceram mais de 50% somente neste mês - Banco de imagens

Com o isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus, os brasileiros têm passado muito tempo na internet, inclusive em sites de conteúdo adulto. Segundo Fábio Moraes, CEO do CameraHot, o portal teve um aumento de 25% nas vendas de seus produtos.

“Se continuarmos nesse ritmo, vamos bater o recorde de vendas para o mês, tudo porque as pessoas estão precisando fugir um pouco dessa crise e encontrar um pouco de relaxamento na quarentena”, afirmou ele à AnaMaria Digital.

O número de visitantes que estão conhecendo esse serviço, disponível desde 2010 no Brasil, pulou de x para 300 mil acessos, se comparado ao mesmo período do mês passado.

Para acessar este conteúdo, é preciso assinar um pacote de assinatura. Fábio destaca que os encontros são um espaço de conversa e diversão que vai muito além de roteiros eróticos.

MAIS PROFISSIONAIS

Porém, não é só no número de usuários que o CameraHot tem crescido. Nesse mês, o número de mulheres interessadas em ser camgirl, as modelos que se exibem na web, também dobrou. Atualmente, a equipe de aprovação de cadastro está tendo cerca de 20 solicitações diárias, um crescimento que chega aos 50% em relação ao mesmo período do ano passado.

“Muitas mulheres que tinham profissões autônomas ou estão de quarentena sem terem como fazer home office estão se inscrevendo, aproveitando a crise para lucrar um pouco ou quem sabe até trocar de profissão”, explicou Moraes.

Além do CameraHot, outros sites como PornHub, Sexy Hot e a produtora de vídeo Brasileirinhas também tiveram aumentos significativos em acessos e assinaturas, com crescimentos de 15 a 30%.

Último acesso: 04 Jun 2020 - 04:15:31 (1104130).