AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Conversa de amiga: cuide-se bem, sua prioridade é você

A gente passa tempo demais cuidando dos outros, esquecendo de nos tratar bem

Da Redação Publicado em 01/03/2020, às 08h00

Com a rotina, vamos deixando de lado esse olhar atento sobre o que gostamos - Banco de Imagem/Getty Images
Com a rotina, vamos deixando de lado esse olhar atento sobre o que gostamos - Banco de Imagem/Getty Images

Às vezes, tudo o que a gente precisa é passar no salão de cabeleireiros da esquina e fazer uma escova, mesmo sem ser dia de festa. Comprar uma blusinha, nem que seja de liquidação. 

Estender em 15 minutos a hora do almoço para buscar aquele sorvete de casquinha que contraria a dieta, mas adoça a alma. Porque tem dia – e deveria ser todo dia – que a comemoração é interna e a homenageada é você. 

A gente passa tempo demais cuidando dos outros e sendo responsável, esquecendo que nossa primeira responsabilidade é nos tratar bem, até com pequenos mimos. Atitudes simples, mas com efeitos grandiosos, como tomar um café fora de hora, andar no parque ou assistir televisão de meias em uma tarde de frio. 

E tudo isso sem sentir culpa, sem sentir que aquele é um tempo desperdiçado. Temos essa tendência de achar que tudo que fazemos para nosso deleite é egoísta. 

Mas não é: quando identificamos o que nos faz bem, aprendemos a nos conhecer melhor e o dia a dia ganha leveza. Porque se o trabalho está duro dá para tomar fôlego sabendo que haverá uma compensação, algo que lembre que a vida deve ter cores. 

Com a rotina, vamos deixando de lado esse olhar atento sobre o que gostamos. Tudo se sobrepõe: família, emprego e demais itens que se enquadram na lista de obrigações, que surgem de todos os de parar e pensar coisas como: eu quero mesmo voltar para casa depois do expediente só porque está na “hora” ou quero ir ao cinema? 

Sim: tem um monte de “hora” que a gente tem que respeitar por questão de sobrevivência. Mas, se observarmos bem, tem outras que não. E se na sua semana não cabe um momento que seja estritamente seu, tenha certeza de que está mais do que na hora de você acertar esse relógio a seu favor. 

Comece a prestar atenção naquela voz interna, que vive gritando com você e nunca é ouvida. Aprenda a traduzi-la porque, muitas vezes, ali tem um pedido de socorro. Tem alguém querendo viver, e não apenas sobreviver.

WAL REIS é jornalista e profissional de comunicação corporativa. Escreve sobre comportamento e coisas da vida: www.walreisemoutraspalavras.com.br/blog/