AnaMaria
Dicas de Beleza / Cuidados essenciais

Como manter a pele bem tratada no inverno

Confira alguns dos procedimentos mais indicados para esta época do ano

Karla Precioso Publicado em 16/08/2021, às 13h36 - Atualizado em 23/08/2021, às 12h23

Cuidados com a pele tornam-se ainda mais necessários no inverno - Pixabay
Cuidados com a pele tornam-se ainda mais necessários no inverno - Pixabay

No inverno cresce a procura por cuidados com a pele nas clínicas e consultórios médicos. Isso ocorre porque a incidência dos raios solares é menor nesta época do ano e assim fica mais fácil seguir as orientações para o pós-procedimento. Além disso, a temperatura mais baixa pode tornar alguns tratamentos um pouco mais confortáveis para os pacientes. 

“Durante a estação fria fica mais fácil proteger a pele da exposição solar e isso é fundamental durante a recuperação de alguns procedimentos que deixam,as áreas mais sensíveis e, quando expostas ao sol, aptas ao surgimento de manchas”, explica a dermatologista da clínica Essência Saúde e Beleza, Ingrid Ferraz. 

No entanto, diante de uma gama imensa de técnicas, medicamentos e aparelhos fica difícil saber qual é o procedimento ideal para ser realizado, mas a especialista dá as dicas: “Antes de tudo, é preciso fazer uma avaliação da pele e só depois é possível recomendar o apropriado. Os indicados são o skinbooster, o laser erbium e o ultrassom microfocado”. 

Entenda a diferença entre eles!

SKINBOOSTER

É um procedimento estético injetável, realizado através da aplicação de ácido hialurônico não reticulado que hidrata profundamente a pele e traz resultados superiores aos de cremes, óleos, pomadas e dermocosméticos em geral. Isso porque atua nas camadas mais profundas da pele. Seu foco é na hidratação e revitalização, e não no preenchimento. Trata rugas finas do rosto, atenua o aspecto das olheiras e marcas de acne e é indicado para todos os tipos de pele.

Ainda melhora a elasticidade e firmeza da derme, além de estimular a produção de colágeno. São indicadas pelo menos três sessões, geralmente associadas a outros procedimentos para potencialização dos resultados, como lasers, luz intensa pulsada (LIP), toxina botulínica ou peeling. Os resultados são visíveis a partir de 30/45 dias.

LASER ERBIUM

Destrói as células envelhecidas, estimulando intensamente a formação do colágeno e elastina, resultando em uma pele mais lisa e firme. Indicado para o rejuvenescimento global da pele do rosto, com melhora das rugas finas, poros abertos, manchas, flacidez e cicatrizes. Também pode ser usado nas mãos, braços, pescoço e colo, além de ser eficaz no tratamento de estrias e cicatrizes corporais.

Tem recuperação mais rápida que o laser de CO2 e traz menos riscos para a pele. O número de sessões depende da área tratada. Os resultados são observados a partir de 15 dias da aplicação e melhoram progressivamente, pois o estímulo à produção de colágeno é gradativo até cerca de três meses após cada sessão.

ULTRASSOM MICROFOCADO

Também conhecido como ultraformer, ulthera, megafocus DermAction, é um tratamento que proporciona efeito lifting de forma não-invasiva e não-cirúrgica. As ondas do ultrassom atingem e aquecem as camadas mais profundas. O processo leva à contração das fibras de colágeno, estimulando a formação de novas fibras e contração muscular, resultando no efeito lifting, com melhora da flacidez. O resultado surge imediatamente após a sessão e se prolonga por meses, tendo seu pico em torno do quarto ou quinto mês.

A principal indicação é para combater a flacidez, de leve a moderada, tanto facial quanto corporal. Deve ser realizada somente uma sessão anual, porém, em casos de flacidez mais acentuada, o procedimento pode ser feito com intervalo menor, de seis em seis meses. A aplicação pode ocorrer na face, pescoço, mãos, rugas periorais (mais conhecidas como “código de barras” - aquelas marcas em torno dos lábios), braços, barriga, interno de coxas, glúteos, abdômen e joelhos.

TRATAMENTOS ACESSÍVEIS

Para finalizar, a profissional explica que ter uma pele rejuvenescida, hidratada, sem marcas, manchas e linhas de expressão está cada vez mais ao alcance das pessoas: “Existem inúmeras opções de tratamentos acessíveis, por isso sempre recomendo que procurem um médico. O dermatologista saberá orientar e indicar o cuidado ideal para cada paciente”, conclui.