AnaMaria
Dicas de Beleza / Estética e Saúde

Cuidar da pele sem orientação pode causar até queimadura: veja jeito correto

Entenda as consequências da prática do skincare sem auxílio médico

Beatriz Moraes Publicado em 12/03/2020, às 08h00

Veja como cuidar da pele corretamente - Getty Images
Veja como cuidar da pele corretamente - Getty Images

O hábito de cuidar da própria pele usando apenas água e sabão -para dar aquela limpeza básica- perdeu espaço nos últimos tempos. Tanto que o ritual de beleza ganhou nome chique -skincare- e muitos produtos extras para fazer o processo, como tônicos, cremes e até ácidos. 

No entanto, vale o alerta: não é bom abusar desses itens sem a devida orientação de um médico. Isso porque usar o creme errado pode trazer consequências sérias, como o surgimento de manchas e até queimaduras. 

A dermatologista Fernanda Nichelle, que é especializada em estética, explica que todo o processo sempre deve ser feito baseado nas orientações de um profissional justamente para que não aconteça este tipo de incidente.

Segundo ela, os produtos devem “conversar” entre si, pois muitos deles possuem diferença de PH, ou Potencial Hidrogeniônico, um índice que aponta a acidez, neutralidade ou alcalinidade de um meio qualquer. “Como um PH errado pode acabar deixando a pele ácida demais, é importante associar esse produto a um outro mais básico para que o organismo não se desequilibre”, ressalta.

Além disso, o momento de passar o creme também importa, e deve ser feito de acordo com as orientações do médico, exatamente por conta dos variados tipos de pele.

“Algumas são mais sensíveis do que outras e, quando essas pessoas passam produtos mais fortes e não estão acostumadas, ela pode sofrer queimaduras profundas que vão evoluir para manchas escuras”, explica. A má-notícia é que muitos destes problemas não podem ser revertidos com facilidade. Ou seja: é muito melhor evitar!

IDADE PESA, SIM!

E se você começar a curtir tanto esse negócio de skincare, que até exagera. Será que a pele vai acabar ficando preguiçosa? Não por conta disso, mas a dermatologista ressalta que o processo de renovação celular acaba ficando naturalmente mais lento conforme a idade vai chegando.

A pele se renova normalmente a cada 28 dias, mas o envelhecimento faz com que este processo fique mais lento com o passar do tempo. Portanto, a pele passa a exigir mais cuidados, mas não significa que ela vá parar de trabalhar”, ressalta.

PEDINDO SOCORRO

Como saber se a minha pele está pedindo socorro? A especialista acrescenta que secura, aspereza e falta de brilho são sinais de que ela precisa de mais cuidados. Existem, porém, outros fatores que podem ocasionar o adoecimento da pele.

“O corpo humano possui um eixo que liga o intestino e a pele, fazendo com que a epiderme funcione como um espelho do organismo. Ou seja: se o intestino, ou alguma outra parte do corpo não estiver bem, as consequências podem refletir na pele, assim como diversos outros problemas.”

Por fim, Fernanda recomenda que se procure um médico antes de qualquer tratamento. “O profissional é quem vai saber como lidar com a individualidade de cada organismo e combinar os produtos necessários. Muitos pacientes gostam de cremes para todas as partes do corpo, e cabe ao médico adaptar essa rotina, Portanto, uma boa orientação é o melhor método de se precaver.”