Depilação com lâmina: especialista dá dicas para evitar possíveis problemas

Esfoliar a pele, usar água quente, aplicar óleos vegetais e não insistir se houver sintomas de irritação são algumas das recomendações

Da Redação Publicado terça 7 julho, 2020

Esfoliar a pele, usar água quente, aplicar óleos vegetais e não insistir se houver sintomas de irritação são algumas das recomendações
O mais indicado é que a esfoliação seja realizada três dias antes e três dias depois - kropekk_pl/Pixabay

Enquanto não surgem medicamentos eficazes para barrar a contaminação da COVID-19, atitudes simples, como cuidar da beleza em casa, devem ser incorporadas à rotina. Mas quando o assunto é a depilação, surgem algumas dúvidas: como usar a lâmina sem riscos? E o que fazer para evitar alergias?

AnaMaria Digital conversou com Regina Jordão, fundadora do Instituto Pello Menos, atrás de algumas dicas, principalmente para as pessoas com pele mais sensíveis e que frequentemente ficam com bolinhas na região do nascimento do pelo, que nada mais é do que foliculite após a depilação com lâmina. 

“Quando isso ocorre, recomendamos a suspensão imediata do procedimento, pois essa inflamação constante pode causar uma vasodilatação crônica da superfície da pele e até deixar cicatrizes”, alerta. Contudo, alguns tipos de pele suportam melhor o uso da lâmina, desde que o procedimento seja realizado com algumas precauções.

Veja as dicas que separamos!

ANTES
Fazer a esfoliação da pele vai retirar as células mortas da região e minimizar as chances da lâmina causar irritações na superfície. “É indicado fazer esse procedimento duas vezes na semana, não mais do que isso, pois a cútis pode ficar sensibilizada”, salienta Regina. Ela ainda explica que não é recomendado fazer a depilação pouco antes ou logo após o procedimento. O mais indicado é que essa esfoliação seja realizada três dias antes e três dias depois da remoção dos pelos.

EVITE ÁLCOOL
Produtos que contenham álcool ou ácidos em sua composição não devem ser utilizados, pois podem deixar a pele mais sensibilizada e suscetível a alergias.  “Os óleos vegetais, por sua vez, não são nocivos e ajudam a preparar a pele para o procedimento”, indica Regina. E caso a região fique sensível após passar a lâmina, o mesmo produto também pode ajudar a acalmar a pele.

USE HIDRATANTES
Durante o processo depilatório são removidos os queratinócitos, assim como a camada superficial de oleosidade da pele. Esses são dois elementos que dão sustentação e proteção a esse órgão tão importante do corpo. Portanto, é preciso recuperar essa película protetora, sendo que a melhor forma de fazer isso é hidratando diariamente a região. “Desse modo, além de deixar a pele macia, isso irá ajudar o pelo em seu processo de crescimento”, explica Regina.

ÁGUA QUENTE
A sugestão é fazer a depilação com lâmina no banho e com água quente. “A temperatura mais alta vai abrir os poros da pele, facilitando a eliminação dos pelos, e minimizando as chances de alergia. Mas, logo após o procedimento, o ideal é lavar a pele com água fria para fechar os poros”, finaliza a especialista.

Último acesso: 06 Aug 2020 - 21:07:33 (1115277).