AnaMaria

Descubra tudo que um spray fixador pode fazer por seu cabelo

Saiba quais são os benefícios de usar o spray fixador para o cabelo

Wal Reis Publicado em 02/02/2020, às 14h00

De garantir mais tempo ao penteado a controlar o frizz - Banco de Imagem/Getty Images
De garantir mais tempo ao penteado a controlar o frizz - Banco de Imagem/Getty Images

Esqueça o laquê. Ele era o avô dos fixadores de cabelo de hoje. O produto, que surgiu da década de 1940 e era feito à base de resina, realmente fixava o penteado, mas o deixava opaco e sem movimento. 

Nada a ver com a ação dos produtos atuais, que têm linhas inteiras e foram customizados: existem versões específicas para fios finos, grossos, lisos, cacheados… 

E inventaram ainda opções que se adequam à sua necessidade: seja ela manter a escova lisa o resto do dia, deixar o penteado de salão intacto na festa de casamento ou segurar a franja no lugar. 

“Há fixadores de baixa, média e alta fixação. Alguns, inclusive, com filtro solar”, explica a hair stylist Ângela Pinheiro. Entenda melhor a função do produto e como lançar mão dele a favor da sua cabeleira.

DESMISTIFICANDO O USO 
Assim como os leave-in e finalizadores, os fixadores podem fazer parte da rotina de cuidados. “Graças às versões atuais, o uso frequente não é prejudicial ao cabelo, desde que manipulado da forma correta”, explica Ângela. “Não dá, por exemplo, para usar um produto aleatório e, em seguida, aplicar a chapinha ou o babyliss”, avisa. Segundo ela, fazer isso pode queimar os fios. “Mas já existem opções específicas para uso com ferramentas quentes”, ensina.

PONTO PARA A TECNOLOGIA 
Graças à formulação mais leve, diferentemente dos laquês de antigamente, os sprays fixadores de qualidade não deixam resíduos, o que dava a aparência de cabelos esbranquiçados. E a maioria deles também não é perceptível ao toque. Ao contrário, podem até deixar o cabelo mais sedoso.

INTENSIDADE E INTENÇÃO 

  • Fixação forte: para penteados elaborados, com desenho detalhado, que requeira fios intactos para não comprometer o resultado, principalmente quando expostos às intempéries, como maresia, umidade ou vento.
  • Fixação leve a média: penteados mais tranquilos, como coques, tranças de raiz, rabos de cavalo, cachos ou ondas feitos com babyliss ou chapinha. 
  • Fixação de brilho e volume: os produtos dessa linha são para usuárias que querem evitar o frizz ou encorpar o cabelo. Apesar da recomendação genérica acima, os profissionais alertam: a escolha do produto deve considerar o tipo de cabelo que será fixado. Fios oleosos, por exemplo, se identificam com fixadores mais secos e leves. Os de fixação média são recomendados para cabelos normais. E os fortes e extrafortes para fios grossos e indisciplinados. 

DICAS & TRUQUES

  • Cabelo com frizz: seu cabelo arrepia em dias úmidos ou na presença de maresia? Use um fixador depois de secar com o secador. Esse tipo de produto agrega uma película antiestática aos fios, eliminando a chance de frizz.
  • Cabelo fino: aplique um fixador para uso com ferramentas quentes na raiz, ainda sobre o cabelo úmido, e seque dando forma. Depois, borrife novamente o produto. Para fazer ondas: use o spray nos fios secos e enrole com bobes ou formando anéis. Prenda com grampos. Deixe por alguns minutos e solte com cuidado.
  • Modo de usar: aplique o spray de 15 a 30 centímetros de distância da cabeça.

ATENÇÃO! 
Ângela não recomenda o uso de fixadores caseiros. “Nunca indico nada que não seja formulado para ser usado nos cabelos, como é o caso da gelatina”, diz.

NA HORA DE REMOVER
Cuidado para evitar danos aos fios. As opções mais leves ou em quantidades pequenas podem ser retiradas com escovação cuidadosa. “Mas quem precisou de muito produto ou das versões mais fortes deve enxaguar bem o cabelo e passar condicionador antes do xampu. Enxágue novamente e só então lave normalmente com xampu e condicionador”, recomenda Ângela. “Aplicar o xampu diretamente pode ressacar ou fragilizar o cabelo.”