AnaMaria

Francesinha colorida é o hit da vez: veja dicas para arrasar com a técnica

Digital influencer ensina como deixar as unhas estilosas e saudáveis ao mesmo tempo

Karla Precioso Publicado em 16/04/2022, às 08h00

Técnica de francesinha virou febre entre as mulheres - Imagem/Reprodução
Técnica de francesinha virou febre entre as mulheres - Imagem/Reprodução

A unha francesinha é febre desde 1920, só que o estilo clássico caracterizado pela base translúcida e a pontinha branca mudou bastante. Atualmente, uma das principais tendências é a colorida. À AnaMaria Digital, Juliana Cunha, influenciadora digital e adepta desse estilo, explica que a francesinha colorida não tem restrições quanto às cores e técnicas de esmaltação.

“Tanto tons fortes quanto claros podem ser usados. Aliás, é possível usar a mesma cor em todas as unhas ou alterar. As técni- cas são feitas com pincel específico ou à mão livre. A verdade é que, nessa tendência, a criatividade não tem limites”, comenta.

PARA TODOS OS ESTILOS
Por existirem diversas possibilidades, a unha francesinha colorida pode ser usada por pessoas de todos os estilos: “Se você é mais básica e, mesmo assim, quer apostar em algo diferente, comece com a francesinha colorida simples, que traz uma ou mais cores apenas na pontinha da unha”, sugere Juliana.

Mas, se desejar ousar, aposte em outros tipos: “A side french, que consiste na francesinha de lado,
é uma ótima opção para quem quer sair do comum”.

A VEZ DO NEON
Segundo a influenciadora, o neon também voltou com tudo: “Ele é uma das tendências que mais uso no dia a dia. Curto muito a francesinha verde neon com amarelo e com o esmalte russo na base blush”.

Para adotar as cores, ela garante que não é preciso ter medo: “As tendências de moda dos anos 2000 estão de volta. Com isso, esses tons voltam a reinar. Não tema ousar. Busque as cores que mais lhe atrai e arrase”.

NADA DE ALICATE
A técnica russa de cutilagem tem feito sucesso também. O processo dispensa o uso de água para amolecer as cutículas e o alicate, o que é seguro. O método envolve uma lixa elétrica que faz o polimento da cutícula. Depois, é feita a esmaltação em gel e secagem por luz. A duração é de 15 dias ou mais.

A desvantagem, no entanto, é o preço, que varia entre R$ 130 e R$150. “Vale dizer que o esmalte não sai com acetona, somente com a remoção da técnica”, finaliza Juliana.