AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Dicas de Beleza / INDISPENSÁVEL

Como manter e potencializar a hidratação facial no frio? Especialistas dão dicas

A hidratação facial no frio é indispensável em qualquer época do ano, principalmente nas mais secas - confira dicas de como manter a pele hidratada!

Como manter a hidratação facial no frio? - Unsplash/Collins Lesulie
Como manter a hidratação facial no frio? - Unsplash/Collins Lesulie

Indo e vindo de forma constante, o frio não brinca em serviço - principalmente com a pele. A mudança de temperatura tem uma grande influência tanto no rosto quanto no corpo e, por isso, as estações mais geladas, como o outono e inverno, pedem por mudanças na rotina de skincare.

Uma delas deve ser a intensificação da hidratação facial. Quem sofre com o ressecamento da pele em qualquer época do ano, já sabe que o hidratante deve ser utilizado de forma regular, mas, no frio, passa a ser um produto indispensável para qualquer um que deseja manter a pele saudável.

Com a falta de umidade do ar, maior exposição ao vento, uso de aquecedores e quedas extremas nos termômetros, a sócia titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Michele Kreuz, explica que essas condições ressecam e desidratam a pele, deixando-a mais suscetível a rachaduras e irritações.

A solução para manter a barreira cutânea do rosto, no entanto, é simples: intensificar a hidratação para compensar a perda de água da pele. Quem concorda é a dermatologista Ana Carolina Sumam, que acrescenta o perigo de inflamações, infecções e dermatites. As duas especialistas revelam à AnaMaria as melhores dicas sobre como manter e potencializar a hidratação facial no frio

Mais sobre pele madura: veja como fazer um skincare eficiente depois dos 40!

Como potencializar a hidratação facial no frio?

Já está claro que o uso do hidratante, no mínimo duas vezes ao dia (manhã e noite), é altamente recomendado, mas há também outras formas de manter a hidratação facial no frio. Em primeiro lugar, o clássico que já estamos todas cansadas de escutar: tomar água - um hábito que, inclusive, deve começar desde cedo

Outra dica dada pelas profissionais é passar o hidratante logo após de lavar o rosto. "Isso ajuda a reter a umidade", orienta a membro da SBD. Segundo ela, usar produtos que contenham glicerina, ceramida e ácido hialurônico também auxiliam esse processo.

Além da hidratação facial, o que fazer?

Em quais regiões focar?

Em algumas regiões do rosto, como a zona T (testa, nariz e queixo), Ana explica que há uma concentração maior de glândula e sebáceas. "São áreas que tendem a ressecar um pouco menos, já que são naturalmente mais hidratadas", diz. Ela e Michele, portanto, citam as que precisam de mais atenção.

No rosto, ambas destacam os lábios, ao redor dos olhos e a bochecha. À lista, Ana adiciona o cantinho do nariz. "É uma região que irrita com frequência no tempo mais frio, principalmente em quem tem pele sensível, rosácea, dermatites", comenta.

Outro ponto é que não é só o rosto que precisa de cuidados redobrados. O corpo, apesar de apresentar uma pele, muitas vezes, menos sensível, também precisa de hidratação. As partes de trás e da frente dos joelhos, os cotovelos e as mãos são especialmente recomendadas pelas dermatologistas.

Antes que surjam dúvidas: não, os hidratantes corporais não podem ser utilizados no rosto, pois costumam ser mais cremosos e, segundo o alerta de Michele, pode ocasionar a obstrução dos poros. "Sempre preferível priorizar um produto especifico para o rosto", indica.

Em uma situação de emergência, no entanto, está liberado, mas apenas para evitar que a pele fique ressecada. "Pode usar, mas não é legal ter como rotina", lembra. E deixa outra condição: importante que seja sem fragrância.

A escolha do veículo, para aumentar a hidratação facial, também é importante. De acordo com Ana, os produtos em creme conferem um maior potencial de hidratação. "Um gel, por exemplo, já tem um poder [de hidratação] menor", afirma ela. Não significa, entretanto, que eles sejam dispensáveis. Veja abaixo as melhores opções para cada tipo de pele.

Leia também: Como fazer uma hidratação caseira no cabelo? Veja 5 receitas fáceis!

Em quais tipos de hidratantes investir?

Quanto mais denso o creme, melhor? Nada disso! Cada pele conta com características físicas diferentes entre si, mas ainda apresentam uma necessidade em comum: a hidratação facial.

Para não perder tempo na farmácia (e nem dinheiro), AnaMaria separou, com a ajuda das dermatologistas, os melhores hidratantes faciais para cada tipo de pele, desde às secas até as mais sensíveis.

  • Peles secas e ressecadas: os melhores hidratantes para peles secas são cremosos e densos com ceramidas, ácido hialurônico e manteiga de karité;
  • Peles olesas: hidratantes mais leves à base d'água, como loções ou hidratantes em gel, com niacinamida e ácido salicilíco (dentro da fórmula ou utilizados como ativos separados);
  • Peles mistas: hidratantes com fórmula equilibrada para não pesar na pele do rosto;
  • Peles sensíveis: produtos hipoalergênicos e sem fragrância, priorizando hidratantes com ativos de efeito calmante, como o aloe vera.

Esfriou? Confira quais devem ser os cuidados com a pele no outono!