Mechas capilares: saiba como escolher o papel correto para manter a saúde dos fios

O produto químico usado para descolorir os cabelos é incompatível com alguns tipos de papel e pode causar danos

Da Redação Publicado terça 24 agosto, 2021

O produto químico usado para descolorir os cabelos é incompatível com alguns tipos de papel e pode causar danos
Papel alumínio e laminado não são indicados para mechas - Pixabay

Os cabelos são parte importante da estética de homens e mulheres e, por isso, os cuidados com os fios e as tendências de beleza mudam a cada temporada. Um dos procedimentos preferidos são as mechas que, sem dúvidas, vieram para ficar, já que iluminam o rosto e até disfarçam a passagem dos anos. 

A técnica tem evoluído, assim como os produtos usados no procedimento. “As mechas podem ser feitas ao ar livre ou com papel alumínio – que é a forma clássica mais utilizada”, conta Sandra Perondi, tricologista da I9 Soluções.

E até a escolha do papel é importante! Tudo vai depender da técnica e da química utilizada. Os mais usados, neste caso, são o laminado, alumínio, isomanta e plástico.
 
“O vilão maior é o alumínio e o laminado”, afirma a profissional, que explica que o pó descolorante não pode ser usado sobre superfícies ou recipientes metálicos, embora mais de 90% dos profissionais os utilize na descoloração.

“A mistura química do persulfato de amônio e peróxido de hidrogênio, em contato com o alumínio ou laminado, libera o óxido de alumínio, que penetra imediatamente na fibra capilar deixando o cabelo poroso, sem brilho, muitas vezes elástico ou com corte químico”, ela diz.

Inclusive, a ANVISA adverte e não libera a comercialização do pó descolorante sem essa orientação. Tanto que, no modo de usar, a indicação é clara: não usar com materiais ou recipientes metálicos. 

A isomanta e o plástico são compatíveis com esse tipo de produto, mas são ineficientes porque permitem que o oxigênio produzido para remover pigmento da fibra capilar evapore, tornando a descoloração corrosiva e a fibra capilar porosa, sem brilho e danificada.

MAS O QUE USAR, AFINAL?
Pensando na saúde capilar, agora já existe no mercado uma opção que é eficiente e 100% compatível com a química dos descolorantes. Trata-se de um papel é livre de metais e tem um isolamento que proporciona descoloração saudável, segura e com menos risco de danos a fibra capilar.

“Esse papel tem a tecnologia AIR FLOW, que proporciona maior aderência e isolamento durante a descoloração, protegendo a fibra capilar e contribuindo com o meio ambiente, já que é produzido a partir de recursos sustentáveis”, conclui Sandra.

Ou seja: o mais importante é sempre se atentar aos cuidados e fazer boas escolhas na hora de cuidar das madeixas. Fique atento! 

Último acesso: 26 Sep 2021 - 00:24:29 (1149152).