AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Dicas de Beleza / Fios ao natural

O que é transição capilar? Veja como transformar o cabelo

A beleza natural é cada vez mais exaltada e famosas como Juliana Paes e Maisa fizeram a transição capilar; saiba o que é e como fazer esse processo

Juliana Paes, Maisa e Taís Araújo são algumas das famosas que fizeram a transição capilar; saiba o que é - Reprodução/Instagram
Juliana Paes, Maisa e Taís Araújo são algumas das famosas que fizeram a transição capilar; saiba o que é - Reprodução/Instagram

Adotar os fios naturais tem sido cada vez mais comum e famosas como Juliana Paes, Maisa e Taís Araújo são nomes que fizeram a transição capilar. Essa transformação nos cabelos é algo que exige dedicação e impacta diretamente a autoestima, sendo uma conquista para as mulheres que vencem os padrões estéticos e assumem sua beleza natural. Quer saber mais? AnaMaria te explica esse processo, confira!

Ao decidir assumir a forma natural do cabelo, eliminando toda química, a mulher se vê diante de um processo desafiador e longo, pois demora em torno de 2 a 3 anos, em média, já que muitas preferem deixar o cabelo crescer antes de cortar toda parte que ainda está alisada e sob efeitos de produtos químicos.

A mudança está ligada também a uma série de questões culturais e pessoais de cada uma. Além de padrões estéticos e de beleza, a facilidade para os cuidados e se sentir adequada a sociedade que vive são outros atributos que podem influenciar na decisão de alisar os fios.

Independente da escolha, cada pessoa tem a liberdade de usar o cabelo como desejar, já que as madeixas também são uma forma de autoexpressão e de estilo pessoal, por isso, usá-los alisados ou não cabe a cada uma, assim como, a decisão da transição capilar, sendo um processo único, variando de mulher para mulher.

Tranças são ótimas aliadas para o processo de transição capilar e boas pedidas para o dia a dia assim como faz Taís Araújo
Tranças são ótimas aliadas para o processo de transição capilar e boas pedidas para o dia a dia assim como faz Taís Araújo - Reprodução/Instagram

O que é a transição capilar?

Basicamente, ao deixar de usar produtos químicos alisadores — como relaxantes ou permanentes —
para retornar ao seu cabelo natural, a pessoa está em processo de transição capilar. Essa recuperação é muito comum para aquelas que tem fios crespos ou cacheados, as quais, por pressões sociais, são levadas a alisarem as madeixas com mais frequência.  

Por isso, geralmente, essa transição é motivada pelo desejo de recuperar a textura natural do cabelo, que se perde após o alisamento químico. Assim, durante o processo de recuperação dos fios, a pessoa deixa o cabelo crescer sem cortar a parte alisada. Isso pode resultar em uma mistura de texturas, especialmente entre a raiz, que estará em seu estado natural, e as pontas, ainda com química.

É nesse sentido que o período pode ser mais desafiador. Como o cabelo está intimamente ligado a autoestima da maioria das mulheres, lidar com essas diferenças de aspectos dos fios requer cuidados específicos, criatividade e resiliência.

Por ser um processo pessoal e envolver uma jornada de autodescoberta e aceitação, a transição capilar não tem receita de bolo nem tempo certo ou errado, sendo importante respeitar o desenvolvimento de cada uma com paciência e evitando comparações.

Conhecendo as etapas

Ficou animada para deixar as madeixas naturais? Bom, a transição capilar envolve várias etapas, que podem variar de pessoa para pessoa, pois dependem do estado atual do cabelo e das preferências individuais de cada uma, mas alguns passos são mais comuns, veja a seguir:

Decisão

O pontapé inicial é justamente a decisão de começar o processo. Ou seja, é o momento em que determina parar de usar produtos químicos alisadores.

Pesquisa e planejamento para uma nova rotina de cuidados

Após a tomada de decisão, vem a pesquisa e planejamento, etapa na qual se estuda sobre os cuidados com os fios naturais, os produtos adequados para seu tipo de cabelo, e as estratégias para lidar com as diferentes texturas durante o processo.

Essa fase é importante porque, durante a transição capilar, é essencial cuidar bem do cabelo para minimizar danos e quebras. Isso inclui uma nova rotina que envolve hidratação regular, nutrição com produtos específicos para os seus cabelos, e técnicas de proteção como co-wash (lavagem condicionadora), detangling (desembaraçar com cuidado), e uso de técnicas de proteção térmica.

Para a hidratação, recomenda-se o uso de produtos sem sulfatos, parabenos e silicones pesados para assim manter a umidade e a saúde do cabelo. Já na nutrição vale apostar em máscaras capilares, óleos naturais, como óleo de coco e azeite de oliva, e produtos ricos em vitaminas. Importante evitar a exposição dos fios ao calor excessivo, por isso opte por métodos de secagem naturais ou com baixo calor.

Quais os benefícios do óleo de coco? Saiba como usar na pele e no cabelo

Lidando com diferentes texturas

Com o cabelo natural crescendo vem o desafio de lidar com diferentes texturas. Nessa fase vale apostar em técnicas como twist-outs, que consiste na texturização para criar cachos definidos e soltos, coques (bantu knots), ou tranças para misturar as texturas e criar um visual mais harmonioso. Há ainda quem investe nas laces, prótese removível feita fio a fio em uma tela de microtule.

Maisa mostrou nas redes sociais seu processo de transição capilar
Maisa mostrou nas redes sociais seu processo de transição capilar - Reprodução/Instagram

Corte de transição

Por fim, vem o chamado corte de transição ou big chop. Este é um momento de decisão crucial na transição capilar. Isso porque algumas pessoas optam por cortar toda a parte alisada de uma vez (big chop), enquanto outras preferem esperar até que o cabelo natural esteja suficientemente longo para cortar a parte alisada gradualmente.

Após o corte de transição, basta seguir com a rotina de cuidados específica para o seu cabelo natural. Vale lembrar que essas etapas podem variar em duração e intensidade, pois dependem de vários fatores, como a rapidez com que o cabelo cresce, o estado dos fios antes da transição, e os cuidados feitos ao longo do processo.

Leia também:

Cabelos sem saúde? Saiba como recuperá-los em casa com o cronograma capilar

O que causa cabelos brancos? Confira os mitos e verdades dos fios grisalhos