AnaMaria
Dicas de Beleza / Cabelos

Óleos capilares: como manter os fios sempre brilhantes e bem tratados

Entenda como esses produtos poderosos deixam as madeixas lindas

Raquel Borges Publicado em 14/05/2022, às 08h00

Óleos capilares são aliados quando o assunto é cuidados com os fios - Unsplash
Óleos capilares são aliados quando o assunto é cuidados com os fios - Unsplash

Os óleos capilares são aqueles produtos indispensáveis na rotina das mulheres que querem os fios mais bonitos e saudáveis. lém de deixarem o cabelo com brilho, eles são essenciais para a proteção da haste capilar - aqueles fiozinhos que ficam para fora do couro cabeludo, que pode ser prejudicada e fragilizada por fatores externos, como a poluição do ar.

Segundo a tricologista e dermatologista Renata Vasconcellos, os produtos agem para proteger: “Eles formam uma espécie de filme ao redor da haste capilar, fazendo com que o fio se proteja de altas temperaturas, vento, oleosidade, poluição e sujeiras em geral, além da própria perda de água interna”.

Os óleos também atuam para diminuir o frizz, alinhar os fios, melhorar a elasticidade e proporcionar maciez ao cabelo. “Fortes aliados para a beleza e saúde capilar, contam com propriedades nutritivas que ajudam a hidratar e restaurar as madeixas, deixando a superfície alinhada e com aspecto macio e brilhoso”, completa a especialista. Descubra outras vantagens!

Aplicação correta
Os óleos devem ser aplicados de maneira moderada e no comprimento do fio. Não use-o no couro cabeludo, pois isso pode aumentar a oleosidade natural, gerar obstrução da saída dos folículos, aumentar dermatite seborreica e causar inflamação.

Tipos de cabelo e qual escolher
O bom dos óleos capilares é que eles podem ser usados em qualquer tipo de cabelo. “O que muda é a forma e o tipo de óleo a ser utilizado. Os cabelos que mais se beneficiam são, principalmente, os cacheados, porque os óleos têm capacidade enorme de definição e de conter o frizz. Mas, todos os outros tipos de fios podem utilizar, até os com tendência maior à oleosidade. Isso porque, quando o produto é aplicado na pontinha dos fios, sela a fibra capilar, aumentando o brilho”, analisa a profissional.

Antes de usar as ferramentas de calor
Existem óleos específicos para passar nos fios antes de usar secador, chapinha ou babyliss. Eles agem como protetores térmicos, impedindo que a haste capilar perca nutrientes diante de altas temperaturas.

Umectação
Usar óleos nos fios traz muitos benefícios: nutre profundamente, limpa e protege das impurezas e substâncias tóxicas presentes em produtos e no ar. “É recomendado fazer a umectação após a lavagem e, no máximo, uma vez por semana, pois é o suficiente para manter a nutrição”, finaliza a dermatologista.

Na máscara capilar ou condicionador 
Segundo a tricologista, quando aplicado na máscara e condicionador, o óleo funciona como enriquecedor e um ativo mais nutritivo para esses produtos. Assim, potencializa a hidratação e o brilho.

CRONOGRAMA CAPILAR

Você pode incluir o óleo favorito num cronograma capilar para fazer em casa. A técnica tem o objetivo de recuperar os fios de alguns danos e ainda reativar a saúde do cabelo. Para isso, pense em três etapas:

Hidratação: responsável pela parte hídrica dos fios, ou seja, a água, que compõe o nível de hidratação das madeixas. Está ligada aos tratamentos mais leves e uso diário com xampu e condicionador.

Nutrição: encarregada de lubrificar os cabelos com lipídios, pode-se dizer que essa é uma das fases mais importantes de tratamento, especialmente para as cacheadas.

Reconstrução: restabelece a força dos fios através de aminoácidos, queratina, colágeno e outras proteínas essenciais. Por isso, é sempre bom contar com a ajuda de um profissional.

CUIDADO COM OS PRODUTOS CASEIROS

“O principal risco de produtos caseiros é a alergia, que gera uma inflamação, podendo levar à queda capilar. É possível perceber que há algo de errado quando a pessoa começa a sentir irritação, aumento da sensibilidade do couro cabeludo, coceira ou descamação excessiva”, alerta Renata.