AnaMaria

Sucesso entre as famosas, alongamento de cílios precisa de cuidados

O procedimento levanta o olhar e poupa o tempo que seria perdido passando o rímel, mas é necessário um pouco de atenção após passar pelo processo

Por Marcela Del Nero Publicado em 22/10/2018, às 17h44 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Cílios de Bruna Marquezine são destaque em seu rosto. - Reprodução/Instagram/@brumarquezine
Cílios de Bruna Marquezine são destaque em seu rosto. - Reprodução/Instagram/@brumarquezine

De Bruna Marquezine a Kim Kardashian: várias celebridades aderiram a febre do alongamento de cílios. O procedimento é a tendência de beleza do momento e realmente deixa o olhar mais poderoso. 

No entanto, muitas mulheres desconhecem que quem passou pelo procedimento precisa ter alguns cuidados específicos para deixar os fios naturais saudáveis - e manter o alongamento lindo por mais tempo.

AnaMaria entrevistou a visagista Vivian Kawamoto, do Viva La vida Beauty Spa, que respondeu algumas dúvidas sobre o método. Confira!

1 - Todo mundo fica bem com extensão de cílios?
Depende. A técnica é indicada para pessoas com qualquer tipo de olhar, mas existem algumas restrições, como uma possível alergia a determinado tipo de cola (como a usada no micropore) ou metais (por conta da utilização de pinças), pessoas que sofrem com queda capilar ou de problemas oculares. Também é fundamental agendar uma avaliação antes de iniciar o procedimento. Neste atendimento é verificada a saúde dos fios naturais, além do histórico de saúde geral da pessoa.

2 - Quais são os diferentes tipos de alongamento disponíveis?
A queridinha do momento é a fio a fio, indicada para pessoas que gostam de um olhar mais natural e despojado, como o ostentado pela atriz Bruna Marquezine. Ou aquelas que ainda estão se acostumando com a ideia de cílios novos. Outra técnica é a volume russo, mais aconselhado para quem curte um olhar marcante, como o da socialite Kim Kardashian. Já o alongamento de cílios híbrido é uma mistura das duas técnicas, fio a fio e volume russo. É parecido com o olhar da atriz Isis Valverde.

3 - Como são os cuidados após a aplicação? 
Basicamente não molhar nas primeiras 12 horas e, quando lavar o rosto, sempre utilizar um shampoo de bebê. Além disso, é preciso pentear os cílios, com escovinha própria, duas vezes ao dia e nunca usar produtos na região que contenham ingredientes como óleo. Caso a pessoa use sombra ou delineador, é preciso higienizar os cílios com água micelar ou lenço umedecido.

4 - Pode usar máscara de cílios e curvex?
Não é indicado, pois as extensões já marcam o olhar e dão o mesmo efeito. Além disso, a máscara deixa resíduos e, por mais que a região seja higienizada, vai acabar prejudicando a duração. O mesmo vale para o curvex, pois as extensões já possuem curvatura.

5 - Como é feita a manutenção e quanto custa?
O procedimento é fundamental, pois vai garantir a beleza dos cílios alongados. Deve ser feito entre 15 a 25 dias após colocados. Quem tem extensão de cílios pode levar uma vida normal, inclusive entrar no mar ou na piscina. O único cuidado deve ser na hora de secar os olhos, sempre com delicadeza e sem esfregar. Em relação ao valor para colocar pela primeira vez, esse varia de R$ 180 a R$ 450, de acordo com a região do país. Já as manutenções saem entre R$ 90 e R$ 290, cada vez.

CUIDE DE SEUS OLHOS

Renata Bastos Alves, coordenadora da equipe de Oftalmologia do Hospital América, em Mauá (SP), avalia que é fundamental consultar um oftalmologista antes de fazer o procedimento. “A ideia é descobrir como está a saúde ocular e ainda eliminar fatores que podem afetar negativamente no alongamento de cílios como lesões na pálpebra”, diz. 

A médica lembra que a aplicação dos cílios postiços pode causar desde reações alérgicas até infecções, caso os instrumentos não sejam esterilizados. Saiba que um leve inchaço na região dos olhos é até esperado, mas feridas e bolhas não.

Por fim, alerta: “Peça também que os cílios não sejam colocados tão perto da região da córnea, pois isso pode promover irritação ou até machucados no local”