AnaMaria

Use sua mente a seu favor no regime

Saiba quais são os erros mais comuns de quem quer emagrecer e aprenda a afastar o efeito sanfona de vez da sua vida

Júlia Arbex Publicado em 18/12/2017, às 10h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Use sua mente a seu favor no regime - Shutterstock
Use sua mente a seu favor no regime - Shutterstock

A maioria das pessoas acima do peso já fez algum tipo de regime que deu certo... Por um tempo. Mas por que é tão difícil permanecer magra? Sidney Chioro, professor da Universidade de São Paulo (USP), neurologista e psiquiatra com enfoque em emagrecimento e autor do livro Emagreça Comendo o Que Você Gosta sem Regime e sem Remédio (Editora Oficina do Livro, R$ 45), fez um estudo com mil pessoas de São
Paulo para descobrir o motivo. “Das mil pessoas, 925 que emagreceram voltaram a engordar, e as outras 75 não conseguiram perder peso. Isso acontece porque a maioria ainda tem a ilusão de que a privação de alimentos é a fórmula ideal”, explica. A seguir, confira o método de emagrecimento do especialista, que permite saborear tudo o que mais gostamos!

A comida não é a vilã!
Se você quer emagrecer, primeiro precisa entender como o cérebro humano funciona. As emoções que sentimos, como a tristeza e a felicidade, são microcorrentes elétricas que ficam no centro do nosso cérebro. Um pouco abaixo da região está o hipotálamo, onde é formada a fome. “As microcorrentes elétricas da emoção que sentimos devem se dirigir para a área específica da solução apropriada àquele sentimento. Mas quando elas vão para o hipotálamo, formam o impulso de comer. As microcorrentes também podem ir para o intestino, fazendo com que ele elimine menos do que deveria. Essas duas são as causas do ganho de peso”, esclarece.

Impulso de comer
Existem duas formas de comer:
■ PELO PRAZER VERDADEIRO: não engorda, pois comemos apenas quando sentimos fome.

■ PELO IMPULSO: origina-se a partir de uma emoção, como a ansiedade, instala-se no cérebro, torna-se um problema físico, atingindo o hipotálamo, produzindo a fome. Para voltar a comer por pura necessidade, o ideal é listar suas dificuldades com o emagrecimento, assim como as barreiras que limitam consolidar o peso desejado. Mas o processo não é simples, viu? É preciso muita dedicação para não se autoboicotar.

Retenção intestinal
A prisão de ventre é outra vilã do emagrecimento. Para fazer o intestino funcionar direito, o primeiro passo é tomar cerca de 2 litros de água por dia. Essa atitude facilitará o emagrecimento, além de melhorar o funcionamento renal e ajudar a prevenir a retenção de líquidos. Outra dica
é comer alimentos fibrosos, como frutas, verduras, legumes, arroz integral, milho, feijão e frutas secas. Eles aceleram o trânsito intestinal e resolvem a questão.

Resistência ao emagrecimento
Por que você tem tanta pressa em emagrecer? Além de as privações serem desagradáveis, ninguém aguenta ficar muito tempo sem comer o que gosta. Tenha em mente que o resultado de engordar ou emagrecer termina no corpo, mas começa no cérebro. E para permanecermos magras, temos que superar nossa resistência ao emagrecimento. Veja suas causas:

■ EMOCIONAIS: decorrente de situações que tentamos resolver comendo. Bateu um tédio? Vai comer para animar aquele momento sem graça. Está preocupada? Vai comer para tranquilizar. Acabou uma missão difícil? Um doce é seu prêmio.

■ NEURONAIS: cada informação nova que recebemos faz com que vários neurônios se unam, formando um trajeto neuronal que pode
permanecer no nosso cérebro por anos. Por isso, quando engordamos, nosso cérebro passa a pensar, sentir e agir como uma pessoa gorda. Isto é, nossos neurônios ficam repetindo as atitudes que engordam. Por isso, a partir de hoje, tenha atitudes de pessoas magras: coma de
tudo, mas apenas quando tiver fome de verdade.

Teste: impulso de comer

Entenda melhor sua relação com a imagem que você tem de um corpo gordo e um corpo magro:

1 Quando pequena, sua família forçava você a comer mesmo quando não tinha fome?
 Sim

 Não

2 Quando pequena, sua família dizia que você iria ficar doente se não comesse o tanto que eles achavam certo?
 Sim

 Não

3 Com o corpo magro você se sente mais forte e bonita? 

 Sim

 Não

4 Você tem dificuldade de se imaginar magra?
 Sim

 Não

5 Você acredita que, por mais que se esforce, nunca será magra?
 Sim

 Não

6 Ao emagrecer, você teme não ficar tão bonita quanto imaginava?
 Sim

 Não

7 Não olhar para você nem para as suas necessidades torna a sua vida mais fácil?
 Sim

 Não

8 Tem dificuldade em acreditar que pode emagrecer sem regimes restritivos e remédios?
 Sim

 Não

9 Tem medo de fazer uma cirurgia plástica quando ficar magra?
 Sim

 Não

10 Você acha que ser magra dá muito trabalho?
 Sim

 Não

Resultado
Se você assinalou mais...
SIM: o grau de prejuízo para o seu objetivo de emagrecer vai depender diretamente da força de cada resposta positiva. O ideal é que você procure ajuda.
NÃO: procure ver com clareza onde estão as suas inseguranças e é possível que encontre soluções para elas sem ajuda externa.

Teste: resistência ao emagrecimento

Você está curiosa para saber qual é o seu grau de impulso de comer? Responda ao quizz para se conhecer melhor!

1 Você come sem fome verdadeira?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre


2 Come rápido?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre

3 Come sem prestar atenção no sabor do que está em sua boca?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre

4 Tem dificuldade de parar de comer?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre

5 Você sempre come até não aguentar mais?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre

6 Sai da mesa sentindo um desconforto abdominal?

 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre


7 Come quando está triste?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre

8 Come porque lhe ofereceram comida?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre

9 Tem dificuldade em perceber se está com fome real?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre

10 Sempre que sai para passear tem que comer?
 Nunca ou ocasionalmente

 Muitas vezes

 Sempre

Resultado
Se você assinalou mais...
Sempre: revela que está havendo impulso de comer e, se já não está acima do peso, tem todas as condições de aumentá-lo de maneira progressiva.
Muitas vezes: há um erro na sua forma de comer e o grau de impulso está alto. Se você quer emagrecer, permita-se errar apenas ocasionalmente.
Nunca ou ocasionalmente: continue agindo assim!