AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Aprender a se colocar leva ao sucesso

Nos expressar de maneira adequada pode aumentar nossas chances de se dar bem na carreira e na vida também!

Redação Publicado em 10/11/2015, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

993 - shutterstock
993 - shutterstock
Quem nunca começou a contar uma história para uma amiga (ou chefe, marido...) e, em poucos minutos, percebeu que ela não estava mais prestando atenção? Embora seja frustrante, o desinteresse pode ser culpa sua. O segredo é manter o interesse do outro para aprender a se comunicar e ser ouvida. Os políticos e as celebridades são bons nisso. Mas você também pode usar truques de marketing para prender a atenção e conseguir o que deseja. Segundo Maria do Carmo Carrasco, fonoaudióloga e consultora em comunicação corporativa (SP), esse tipo de treinamento ajuda a ter sucesso em qualquer área da vida. Pesquisas americanas e alemãs indicam que nós só temos uma chance para causar uma boa impressão. Isso quer dizer que em apenas sete segundos você será julgada pela “embalagem” – para o bem ou para o mal! Só depois disso a pessoa avalia sua personalidade, credibilidade, profissão e situação financeira. Portanto, treine já!

A embalagem conta, sim!

Roupa, acessórios, cabelo e maquiagem expressam os nossos valores, personalidade e estilo de vida, explica Jaqueline Araújo, consultora de imagem da Beraldo & Ciampolini (SP). Por isso, o ideal é que a imagem se aproxime ao máximo da sua identidade. 

Autoconhecimento
Identifique quais são os pontos fortes de seu corpo (para poder realçá-los) e descubra o seu estilo. Definidos esses pontos, mantenha o padrão no escritório, no dia a dia, nas férias... Assim você cria uma marca pessoal. Para definir o seu estilo, busque imagens que representem aquilo de que gosta. Monte um painel com as suas figuras favoritas e use-o como referência.

Valorize seu tipo físico
Saiba destacar os seus pontos fortes e esconder o que derruba a sua imagem. Questione-se: do que gosto no meu corpo? Escolha roupas que realcem suas características mais positivas sempre. De olho na beleza Unhas feitas e maquiagem suave – batom claro e rímel são importantes. Prefira um perfume fresco e leve.

Guarda-roupa perfeito
Evite decotes, peças justas ou curtas, que desviam a atenção do interlocutor. Também não exagere nas joias ou bijus. Nos pés, fuja dos sapatos que fazem barulho. Outra dica: cores escuras criam uma imagem formal. Para um look casual, vá de claro.

Gesticular faz (toda) a diferença
Saber usar os gestos é essencial. Segundo o livro Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal (Ed. Sextante, R$ 16,40), de Allan e Barbara Pease, para fazer com que se deixem influenciar por suas opiniões, use uma postura “aberta” e “descontraída”.

O X da questão
Um sorriso no rosto continua sendo o melhor cartão de visita. E abra os ouvidos: saber escutar é um trunfo para a boa comunicação.

Pode!
  • Tente ficar de frente para o interlocutor.
  • Mantenha uma postura ereta, segura.
  • Gesticule mostrando a palma das mãos sempre que possível.


Não pode!
  • Evite óculos escuros. Olhe nos olhos.
  • Evite braços cruzados para não ficar na defensiva.
  • Pernas cruzadas criam uma barreira.

Fala que eu te escuto!

Voz: Respire tranquilamente, articulando bem as palavras. Evite gritar e usar sons agudos (os tons graves oferecem mais credibilidade). Projete a sua voz de acordo com a distância do interlocutor – é chato alguém que fala alto ou baixo demais.

Dicção: Quando ela é boa, transmite franqueza, impressão de muito conhecimento sobre o assunto e a certeza de ser compreendida. A entonação deve ser firme e certeira, sem soar arrogante. A fala deve ser pausada para manter a atenção do outro, mas não fale devagar demais.

Vocabulário: Use as palavras e o tom de acordo com quem vai ouvi-la. Evite linguagem técnica, expressões estrangeiras e o uso do “não” – ele soa como algo negativo e provoca a reação que se quer evitar. Jamais adote gírias, jargões ou palavrões quando estiver falando.