AnaMaria
Dinheiro / finanças

É possível sair do vermelho: entenda como se livrar das dívidas

Especialista revela as atitudes capazes de fazer você se livrar das dívidas já

Karla Precioso Publicado em 16/04/2022, às 14h30

Planejamento financeiro é essencial para se livrar das dívidas - Pixabay
Planejamento financeiro é essencial para se livrar das dívidas - Pixabay

Scheila Sanntos, sucesso nas redes sociais, é modelo, cursou Direito e sua mente inquieta a fez enveredar para o universo do empreendedorismo. Ainda comanda o Powercast – programa em que, junto aos entrevistados, debate temas importantes sobre o meio empreendedor -, e pode ser vista no É de Casa, na Globo, no reality sobre Saúde Integrada, em que representa a saúde financeira. A seguir, ela dá os passos para você começar o ano no azul. Confira!

Qual o segredo para sair do vermelho?
Planejamento e organização para cortar os gastos não essenciais. Isso não é algo fácil, mas é um exercício. Coloque tudo no papel. Assim, fica mais fácil visualizar todos os gastos. Separe as despesas fixas (luz, água, aluguel, condomínio, telefone, IPTU, alimentação) das móveis (tudo que envolve lazer). Some seus ganhos e gastos e faça o planejamento mensal.

Há alguma maneira para usar bem o cartão de crédito e o cheque especial?
Sempre melhor evitar, pois eles têm juros. Mas, em casos emergenciais, não há como fugir. Organização
é a alma do negócio. Se precisou usar, coloque em seus gastos fixos. O fato de ter parcelas causa falsa
ilusão. Se juntar todas, o saldo final irá abocanhar grande fatia de seus ganhos.

Tente quitar uma dívida para iniciar outra. Evite pagar o mínimo das faturas. Os juros viram uma bola de neve. Cheque especial não pode jamais ser incorporado como parte de seus ganhos. Se utilizar, organize-se para cobri-lo antes de gerar multa pela utilização. Alguns bancos dão até 10 dias para pagar sem juros.

Como iniciar 2022 economicamente saudável?
Entendo que comprar é libertador. Passamos por momentos tão sombrios, que é frustrante ter um extra e não poder usufruir. Porém, o mais sensato é utilizar o 13° salário ou qualquer bônus para quitar as dívidas emergenciais.

Se o seu nome tiver negativado, priorize a retirada dele para que continue tendo crédito no mercado. É preciso planejar pelo menos o primeiro semestre para não se encalacrar novamente em dívidas. Repito: planejamento é exercício.

Existe alguma prioridade na hora da escolha para quitar as dívidas?
Sempre priorize dívidas de altos juros e busque negociar para não virar uma bola de neve. Com a pandemia, os bancos/financeiras ficaram mais suscetíveis a negociações e também renegociações. Aproveite o momento para organizar a vida financeira.

De que maneira viver em harmonia com as finanças?
Planejar realmente é a chave do negócio. Trabalhe sempre com entradas fixas e o restante, faça
investimento de baixo risco.