AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Inteligência financeira em 12 passos simples

Deixe a economista que se esconde dentro de você aflorar! A partir de agora, ponha em prática esses conselhos e confira os bons resultados no seu bolso

Redação Publicado em 04/12/2015, às 10h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

995 - istock
995 - istock
Cozinhe até o talo

Você já sabe que as cascas e folhas dos alimentos concentram boa parte dos seus nutrientes. Além de fazer bem para a saúde, aproveitar tudo pode representar uma economia de até 40% nas compras da feira! Pesquise receitas que transformam o que antes iria para o lixo em pratos vitaminados e bom apetite! Quer algumas ideias? Os talos da couve e do espinafre, por exemplo, podem
incrementar o seu arroz do dia a dia!

Ponha tudo no papel

O primeiro passo para começar a economizar é descobrir quanto do salário é comprometido com gastos que podem ser evitados”, ensina Amerson Magalhães, diretor da Easynvest Título Corretora (SP). Anote do sorvete às compras grandes. Não deixe de marcar nem o cafezinho que você toma com as amigas! No final do mês, avalie a planilha e veja os itens que podem ser cortados. Feito isso, evite os débitos excessivos.

Engorde o porquinho

Invista um valor determinado todo mês, como se fosse uma conta a pagar. Se para você é difícil resistir à tentação de gastar esse valor, Willian sugere comprar o consórcio de um carro. “Assim, essa economia se torna uma obrigação”, explica. Se você não estiver precisando do bem quando for contemplada, pode vendê-lo. O bom desse recurso é que você se programa, aos poucos, e adquire o hábito de economizar.

Pulso firme com as crianças

Estipular mesada é uma ótima forma de controlar os gastos com os filhos e evitar que eles peçam dinheiro a toda hora. “É legal para o desenvolvimento da inteligência financeira das crianças dizer quanto podem gastar em lanches e brinquedos”, explica
a pedagoga Janaína Maudonnet (SP). Além disso, você as ensina desde cedo a fazer escolhas conscientes, de acordo com o que podem gastar.

Garanta a faculdade do seu filho

Se você depositar R$ 150 por mês desde o nascimento do pequeno em um plano de previdência ou no tesouro direto, aos 18 anos o seu filho terá o suficiente para pagar uma faculdade particular. Ao final do período estipulado, o valor do investimento pode ser
resgatado de uma vez só ou em parcelas mensais (dependendo da opção feita). Quer tranquilidade maior? Ele pode até usar
esse recurso para pagar um curso no exterior.

Use a sustentabilidade a seu favor

Trocar lâmpadas quentes por frias (como led e fluorescente) representa uma economia de 75% na conta de luz. As máquinas
de lavar com o selo de mais econômicas poupam 60 litros de água por lavagem em relação às comuns. Isso certamente gera
uma redução de gastos no final do mês. Em pouco tempo, o investimento das substituições se paga e as contas ficam menos apertadas. Também vale tirar os eletrônicos da tomada para poupar energia!

Coloque os gastos na balança

A compra que você está planejando vale a pena? Quantos dias você terá que trabalhar para pagar o produto desejado? Uma televisão, por exemplo, demanda um alto investimento, mas em apenas uma semana entra na rotina da casa e ninguém mais a valoriza. Avalie se a sua compra é necessária ou se vai gerar apenas um prazer momentâneo. Se decidir pela compra, poupe para
fazer isso à vista. Assim, dá para negociar.

O FGTS serve para comprar e também poupar

Todo trabalhador com carteira assinada tem um fundo depositado na Caixa Econômica Federal. Mas nele o dinheiro rende
muito pouco – apenas 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR). Por isso, Gustavo Cerbasi (RS), autor do livro Investimentos
Inteligentes (Ed. Sextante, R$ 39,90), aconselha aproveitar oportunidades para resgatá-lo e aplicar de forma mais lucrativa, como em uma poupança, que capitaliza 6% ao ano, em média, mais a TR.

Economize navegando

Busque ofertas em sites ou aplicativos que comparem preços, como o Buscapé e o BoaLista. Na compra de um celular, por exemplo, a diferença pode chegar a R$ 200 de uma loja para outra. Portanto, vale pesquisar muito antes de sair de casa.

Supere as tentações

Para se manter fiel à lista de compras do supermercado, evite horários que antecedem as refeições. Se estiver com fome, a tendência é gastar com supérfluos. E deixe as crianças em casa, pois querem tudo o que está ao alcance delas.

Corte a conta do telefone

WhatsApp é um aplicativo gratuito para smartphone que permite troca de mensagens em texto, áudio e vídeo sem custo (com conexão de internet). O Skype faz o mesmo, pelo telefone e pelo computador. Dá até para abrir mão do telefone fixo.

Vire uma mulher de negócios

Você pode começar a pensar em usar os seus talentos para gerar renda extra. Se necessário, invista em um curso profissionalizante com o qual você tenha afinidade. No Senac, o de massagem modeladora, por exemplo, custa R$ 294.