AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Saiba como priorizar dívidas para sair do vermelho e se tornar um investidor

É preciso entender o que priorizar neste processo e como evitar mais endividamentos

*Luciana Ikedo, colunista de AnaMaria Publicado em 23/07/2022, às 08h00

Deixar de pagar as contas de consumo e o plano de saúde podem não ser uma boa ideia - Unsplash/Dylan Gillis
Deixar de pagar as contas de consumo e o plano de saúde podem não ser uma boa ideia - Unsplash/Dylan Gillis

Mudar o status de endividada para o de investidora não é fácil. Os boletos acabam se acumulando, os juros de diversos empréstimos e cartões de crédito também. Uma verdadeira bola de neve, que parece que nunca acabará, não é mesmo?

Mas, quando o assunto é quitar as dívidas, o primeiro passo sempre será priorizar as mais caras, pois são elas que podem arruinar as finanças a longo prazo. Sabe aquele crédito que você contrata sem que ninguém te peça documentos adicionais, questionem a finalidade ou como você liquidará a dívida? Essas são as dívidas perigosas. 

Veja as que merecem maior atenção:

- Utilização do limite do cheque especial:
Apesar de hoje haver um limite na taxa do cheque especial, que é de 8% ao mês, essa é uma dívida caríssima. Então, se você está utilizando o limite, quite ou renegocie imediatamente.

- Parcelamento da fatura do cartão de crédito: 
Se você leva um choque quando a fatura chega e acaba optando por parcelar a mesma, tente não fazer mais isso. O parcelamento ou o pagamento mínimo são as opções mais caras e podem se tornar um grande transtorno.

- Crédito pessoal parcelado: 
Sabe aquele “pop-up” no internet banking ou no caixa eletrônico informando que você tem um limite pré-aprovado para contratação imediata? Assim fácil, rápido e imediato? Cuidado, porque essa oferta generosa pode representar uma taxa de juros bem alta e difícil de se livrar depois que contratar.

CONTAS DE CONSUMO

Deixar de pagar a água, a luz, o gás e a internet não é uma boa opção, pois são gastos essenciais que podem gerar um grande desgaste para você e a sua família também. Procure colocar todas essas contas em débito automático e, constantemente, busque formas de economizar envolvendo os demais moradores da casa, inclusive as crianças.

PLANO DE SAÚDE

Se você paga o seu próprio plano de saúde, tente não cair na tentação de cancelá-lo na primeira dificuldade que tiver. Um problema de saúde grave pode gerar gastos expressivos que podem levar você e sua família ao endividamento. Portanto, essa também é uma conta que precisa ser priorizada sempre.

Para manter o controle de suas finanças, é fundamental se organizar. Tenha um orçamento rigoroso e um compromisso consigo mesma. Saiba quais são suas receitas e despesas e comece a fazer uma reserva de emergência o quanto antes. Boa sorte.

** O site da Revista AnaMaria está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir!