AnaMaria

Você no azul: Planeje as férias de julho já!

Quem se preocupa em economizar para as programações, aproveita melhor os momentos de lazer.

Marcela Kawauti Publicado em 13/06/2017, às 16h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Você no azul: Planeje as férias de julho já! - iStock
Você no azul: Planeje as férias de julho já! - iStock
"Como organizar o descanso de um jeito mais em conta?”
U. G., por e-mail

Quem se preocupa em economizar para as férias, aproveita melhor os momentos de lazer. Afinal, não precisará se incomodar com possíveis dívidas depois do período de descanso. Então, planeje-se! Pensar em toda a programação antecipadamente, facilitará na hora de saber o valor necessário para colocar seu plano em prática. Logo, conseguirá se articular melhor para guardar dinheiro e se esforçar para pagar tudo à vista. Mas você pretende viajar ou ficar em casa mesmo? Se vai usufruir das férias na cidade em que mora, aproveite a flexibilidade de horários e tente encontrar preços mais baratos nas atrações locais. Há, por exemplo, cinemas e museus com descontos interessantes ou até ingressos gratuitos em determinados períodos. E já que você não tem tanta pressa no deslocamento, use o transporte público. Assim, economiza com gasolina e estacionamento. Agora, se a ideia é viajar, o planejamento com antecedência é ainda mais importante. Afinal, o gasto, em geral, costuma ser maior. Então, comece entendendo
o quanto poderá desembolsar. A partir daí, escolha o destino que mais lhe agrada dentro desse valor estipulado. Como está agindo
antecipadamente, você consegue escolher a localização com melhor custo-benefício e poderá ficar de olho nas promoções de passagens. Viajar em dias e horários alternativos (de madrugada, por exemplo) pode sair bem mais em conta. Com tempo para pensar tranquilamente, você também conseguirá decidir com calma quais são os melhores passeios.

Não se esqueça dos gastos adicionais
Quando começar a se planejar para as férias, lembre-se de levar tudo em conta para estimar os gastos: passagem, hospedagem, transporte dentro da cidade de destino, além dos valores com alimentação e os preços de cada passeio. Sim, isso dá um certo trabalho, mas é de grande importância para que a tão sonhada viagem de férias não desestabilize o seu orçamento e vire um tormento depois.

Fuja das dívidas
Para começar, pague a maior parte dos itens da viagem à vista. Assim, você foge dos juros do parcelamento, que encarecem o
valor total. Além disso, esqueça do cartão de crédito. É muito melhor voltar de viagem apenas com boas lembranças e fotos para mostrar aos amigos do que acrescentar às lembranças várias parcelas para pagar depois da folga!

Marcela Kawauti é formada em economia pela USP e tem mestrado da FGV. Com mais de dez anos de experiência, é economista-chefe do SPC Brasil e colaboradora do portal de Educação Financeira Meu Bolso Feliz.

Envie suas perguntas para Marcela Kawauti pelo e-mail anamaria@maisleitor.com.br