AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Exclusivas / Dia da Adoção

Pais de um garotinho contam como a adoção mudou suas vidas

Luke e Rafa, do ‘Mundo de nós três’ falam comentam desafios e conquistas que envolvem adoção

Nalu Xavier, repórter de AnaMaria Digital Publicado em 26/05/2022, às 16h35

Eles contam na internet os desafios e conquistas da adoção - Instagram/@sigaluke
Eles contam na internet os desafios e conquistas da adoção - Instagram/@sigaluke

O Dia da Adoção é celebrado todo 25 de maio. A data é importante para dar visibilidade ao tema, visto que ano após ano, milhares de famílias se formam com a ajuda do sistema de adoção.

Para dar uma espiadinha em como um lar construído pela adoção é cheio de amor, AnaMaria Digital conversou com o casal Lukee Rafael, que virou uma família quando o pequeno Kauan chegou em suas vidas.

Eles lembram que um momento memorável da trajetória dos três foi quando o casal recebeu a notícia de que o filho, que tanto sonhavam em ter, estava pronto para conhecê-los no abrigo em que morava.

“Ele estava assistindo na TV um desenho do Zig e Sharko, estático e bem quietinho, quando fomos nos aproximando. Não demorou muito e ele logo se encostou no Rafa, aí depois ficou no meu colo e queria falar sobre o desenho”, conta Luke, relembrando seu primeiro contato com a criança.

Com tantas memórias boas, o casal decidiu atualizar suas redes sociais com vídeos super divertidos. Criaram no Youtube um canal chamado “O Mundo de Nós Três" e começaram a mostrar um pouco mais sobre o dia a dia da família, incluindo a rotina da casa na pandemia, desafios engraçados e momentos super emocionantes.

No TikTok o pequeno Kauan faz muito sucesso, tanto que a página do Rafael já alcançou mais de dois milhões de seguidores, com vídeos com mais de 18 milhões de visualizações. Não é à toa que, recentemente, um registro que o papai fez do pequeno viralizou.

No vídeo, Kauan começou contando sobre a história que ele e o pai tinham acabado de ler. No conto, um cachorrinho vira-lata que estava abandonado na rua foi resgatado e ganhou um lar. Ao terminar de contar a história, o pequeno disse ao pai: “Essa história parece com a de quem?”

Em seguida, o menininho continua: “É que eu não tinha um quarto, televisão, brinquedos e aí vocês chegaram na minha vida e aí eu fui adotado por vocês e ganhei todos os brinquedos”. Emocionado, Rafa começa a chorar e dispara: “A gente te ama muito, muito muito”.

Confira:

@eurafacesar Eu amo te fazer feliz, filho 💛 #fy#fyp#filho#amor#adocao♬ som original - Rafael César

PUREZA

Rafa e Luke contam que, desde sempre, Kauan demonstrou naturalidade em relação ao fato de ter dois pais. “A cabeça de uma criança é pura, quem contamina com ideias preconceituosas são os pais e o círculo social que ela convive. Cabe aos pais educar seus filhos para que eles possam respeitar a diferença e naturalizar o diverso”, reforçam os donos do canal “Mundo de nós 3”.

O pequeno, claro, quando aparece no canal, rouba a atenção para ele toda vez que fala sobre o amor pelos papais. "Eu acho muito legal ter dois pais e eu amo eles muito!", afirma Kauan à AnaMaria Digital.

PROCESSO LENTO

Vale ressaltar que o processo de adoção no Brasil precisa ser bastante melhorado, visto que tanta burocracia faz com que os candidatos à adoção fiquem por muitos anos na fila de espera.

Apesar dos últimos ajustes nos artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente e em leis em relação à adoção terem sido feitas em novembro de 2017, os trâmites que envolvem a concessão da guarda legal da criança e adolescente em situação de abrigo ainda são complicados.

Luke e Rafa, inclusive, recomendam que os candidatos a pais procurem a ajuda de um profissional atrás de um maior apoio sobre burocracia e todos os processos psicológicos que envolvem a adoção. 

Para os pais de Kauan, é de suma importância entender a cabeça de uma criança que vem de condição de vulnerabilidade social e emocional. E, para isso, é necessário passar pelo processo da adoção que ensina a lidar com algumas dessas coisas.

“Cada criança é uma criança e tenham paciência, porque, por mais que haja burocracia, eles precisam analisar tudo, pois vocês estarão lidando com uma vida cheia de traumas e que precisa de um lar acolhedor, cheio de amor e afeto”, alertaram. 

{# Taboola Newsroom #}