AnaMaria

4 sinais de que seu filho pode estar com problemas auditivos

É preciso observar o comportamento dos pequenos durante as aulas

Izabel Duva Rapoport Publicado em 24/04/2018, às 15h47 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Pais e professores devem estar atentos às atitudes dos pequenos em sala de aula - Shutterstock
Pais e professores devem estar atentos às atitudes dos pequenos em sala de aula - Shutterstock

Nem sempre a falta de interesse e desatenção pelo conteúdo escolar é preguiça. Atitudes como essas em sala de aula, segundo especialistas, podem ser também sinais de que há algum problema auditivo no aluno. "Toda criança em idade escolar deve ser submetida a exames audiológicos anuais. A audiometria é um exame rápido, simples e barato, que identifica o tipo e o grau de surdez", alerta o médico otorrinolaringologista Fayez Bahmad Jr, do Instituto Brasiliense de Otorrinolaringologia (Iborl). De acordo com ele, existem muitos casos de perda auditiva leve em que os pais e os professores acabam não identificando. "Por isso, é de extrema importância estar atento ao comportamento da criança", explica. Confira alguns sinais, dentro da sala de aula, de que seu filho pode estar com problemas auditivos:

1- É necessário atenção se a criança está desinteressada ou desatenta às aulas
2- Se tem dificuldade ou reduziu seu desempenho escolar
3- Se está irritada ou com comportamento diferente do normal
4- Ou ainda, se tem dificuldades de linguagem ou de fala

Fayez explica que os problemas auditivos nessa faixa etária estão, muitas vezes, relacionados à perda auditiva de causa genética, alérgica ou inflamatória, como a otite média serosa.

Veja também:
Aproveite os apps para ter grana extra todo mês
Você e a garotada: A leitura estimula e conecta
Adotar um animal de estimação faz bem!

Tratamento
Varia de acordo com a causa. "No caso de perda auditiva genética, os pais serão aconselhados para que a criança inicie o uso de aparelhos auditivos. Já no caso de perda auditiva alérgica ou inflamatória, como a otite média serosa, o médico otorrino deverá iniciar um tratamento clínico específico que poderá curar a criança. No entanto, em alguns casos, pode ser necessário a cirurgia de colocação de tubos de ventilação nas membranas timpânicas", diz. 

Fayez ainda ressalta que a perda auditiva durante a infância é um problema frequente. "Grande parte das crianças brasileiras portadoras de perda auditiva não tem acesso ao diagnóstico ideal e precoce, e o tratamento na maioria das vezes é tardio. Isso prejudica muito o desempenho escolar dessas crianças. Por isso, os pais devem procurar um médico otorrinolaringologista para que ele seja capaz de identificar a causa da perda auditiva e tratá-la precocemente", finaliza.