Adoção responsável: fique atento a 5 pontos antes de pegar um animal de estimação

É preciso analisar com cuidado para que a decisão não seja apenas no impulso

Da Redação Publicado sábado 21 novembro, 2020

É preciso analisar com cuidado para que a decisão não seja apenas no impulso
Cachorros de porte grande precisam de espaço para se exercitar - Dgdom/Pixabay

Para adotar um bichinho é preciso avaliar os prós e contras, pensando principalmente no pet. A MID®e a ONG AMPARA Animal dão dicas para tomar a decisão com responsabilidade.

AVALIE A SUA ROTINA
Planeje como será o dia a dia com momentos de interação e passeios, principalmente se optar por um cachorro e morar em apartamento.

PARTICIPAÇÃO MÚTUA
Todos da família devem concordar com a presença de um peludo em casa. Divida as tarefas, como passeios, alimentação, diversão e limpeza, e pense nos custos atrelados à adoção (compra de ração, vacinação etc).

AMBIENTE ADEQUADO
Os gatos se adaptam mais fácil a apartamentos. Cachorros de porte grande precisam de espaço para se exercitar.

ADAPTAÇÃO DA CASA
No caso de felinos, telas e redes de proteção são indispensáveis para dar segurança e evitar fuga. Para o cachorro, prepare um cantinho onde ele se sinta confortável. Se atente a rotas de fuga dos portões.  

MAIS DE UM BICHINHO
Se tiver um gato adulto, ele pode se adaptar com facilidade com outro filhote. Mas a adaptação demore em média 15 dias. No caso de dois cães, avalie se o perfil do primeiro socializa com outros. E a apresentação dos dois deve ser feita em lugar neutro, onde o cão não tenha o ímpeto de mostrar dominância e territorialismo. 
 

Último acesso: 28 Nov 2020 - 03:44:50 (1131105).