AnaMaria

Animais de estimação: confira 5 dicas para receber um filhote em casa

Veja 5 dicas para receber um pet filhote em casa

Da Redação Publicado em 22/12/2019, às 14h00

Se perceber algum comportamento inadequado, recorra a um profissional - Banco de Imagem/Getty Images
Se perceber algum comportamento inadequado, recorra a um profissional - Banco de Imagem/Getty Images

A chegada de um cãozinho tem tudo para dar certo, porém alguns cuidados precisam ser tomados. 

Quando o filhote chega, precisamos entender que aquele é um mundo totalmente novo para ele e as escolhas que ele fará são fruto do que vai ser reforçado no dia a dia. 

Para minimizar os principais problemas de comportamento futuros, veja o que fazer nas primeiras semanas.

ESPAÇO
Se sua casa for muito grande, comece apresentando o espaço aos poucos. Ou seja, nos primeiros dias, separe um ou dois cômodos que ele poderá habitar e deixe esses lugares com “cara de cachorro”. Separe um cantinho para colocar os potes de água e comida perto da caminha e outro canto para colocar o jornal/tapete higiênico. Retire desse local tudo o que ele não possa mexer. À medida que ele se habitue, libere novos cômodos.

NECESSIDADES
O filhote faz suas necessidades numa frequência alta. Ou seja, você terá várias chances para recompensar os acertos no tapete higiênico. Isso aumenta a probabilidade de acontecerem outros acertos. Evite dar bronca caso ele erre o local. O ideal é que a única superfície absorvível seja a do próprio “banheirinho”. 

SOCIALIZAÇÃO
Boa parte do período de vacinação coincide com o período de socialização. Esse é um momento em que os animais precisam ser apresentados para o mundo, conhecer barulhos, pessoas... Faça passeios com ele no colo ou de carro. Leve petiscos para associar algumas intercorrências com algo positivo (como uma buzina alta, por exemplo).

ATENÇÃO
Tudo o que você mexe na frente dele o estimula a mexer também. Assim, se você não quer que ele comece a brincar com o cadarço do sapato, evite manipular esse acessório quando ele estiver vendo. Valorize os brinquedos dele e o estimule a brincar com eles todos os dias.  

ADESTRAMENTO
Se perceber algum comportamento inadequado, recorra a um profissional de comportamento animal. Um ensinamento errado nesse momento pode trazer prejuízos no futuro. 

MARCELA BARBIERI BORO, zootecnista, médica veterinária, adestradora e franqueada da Cão Cidadão.