AnaMaria
Família/Filhos / Pequenos

Bebês: saiba qual o momento certo de dar alimentos sólidos ao seu filho

É o momento de explorar junto ao seu filho novos gostos e texturas

Da Redação Publicado em 16/08/2020, às 14h30

Geralmente, se inicia pelas frutas porque os bebês as aceitam com mais facilidade - Myriam Zilles/Pixabay
Geralmente, se inicia pelas frutas porque os bebês as aceitam com mais facilidade - Myriam Zilles/Pixabay

“Meu filho tem cinco meses e sei que logo devo dar a ele comidinhas sólidas. Mas, quando é o momento certo?”, F. A., por e-mail. 

O sexto mês do bebê pode ser estressante para muitas mamães em virtude da introdução alimentar. Mas, fique tranquila, pois vamos falar sobre esse momento de vida do pequeno

A introdução alimentar, como o nome já diz, é o período de apresentar à criança os alimentos sólidos. Ou seja, a hora de explorar junto ao seu filho novos gostos e texturas - sempre importantes para o desenvolvimento do seu comportamento alimentar na infância e vida adulta. 

Isso mesmo: trata-se muito mais que simplesmente comer. É um comportamento a ser aprendido junto com a família (os bebês aprendem pelo exemplo). Próximo a essa fase de vida, é preciso ficar atenta aos sinais de prontidão do bebê: se ele senta praticamente sem apoio, se tenta alcançar objetos, leva mão ou objetos à boca, se abre a boca quando vê os alimentos. 

Inicialmente, próximo dos quatro meses, ele tem interesse, mas não pega o alimento, o cheira, porém ainda não entende que é para comer. Esse interesse vai aumentando e a criança passa a pegar e cheirar a comida. 

Logo após, pega, cheira e coloca a mesma na boca (tudo isso já bem próximo do sexto mês). Só aí ela está pronta Se não há sinais de prontidão, aguarde. Pode-se iniciar a introdução alimentar por todos os grupos alimentares: frutas, legumes, proteínas (carne/peixe/frango), tubérculos, leguminosas. 

Geralmente, se inicia pelas frutas porque os bebês as aceitam com mais facilidade. Não se deve usar sal nem açúcar, nem alimentos processados, muito menos leite e derivados. É ideal também não oferecer sucos (mesmo naturais) nem liquidificar os alimentos. O nenê precisa da fibra e das texturas no seu aprendizado. Dê a ele água em copo próprio.

FLAVIA SCHAIDHAUER - Pediatra, Mestranda em Pediatria pela PUC-RS e PósGraduada em Emergência Pediátrica pelo Hospital Israelita Albert Einstein - HIAE. Co-founder do Meu Dr. Kids (@meudrkids). Ativista da Rede Nacional de Humanização, autonomia do parto e nascimento.