Pergunte ao especialista: será que posso tomar banho com meu filho?

Sim, mas é importante explicar que isso só pode acontecer dentro de casa

quarta 26 dezembro, 2018
O banho, assim como outras atividades em conjunto, pode favorecer o vínculo entre pais e filhos
O banho, assim como outras atividades em conjunto, pode favorecer o vínculo entre pais e filhos Foto:Banco de Imagem/Getty Images

Um momento que une os pais aos filhos, mas ainda carrega uma série de dúvidas sobre trazer ou não algum tipo de prejuízo para o desenvolvimento das crianças, é a hora do banho.

A neuropsicóloga Deborah Moss, especialista em comportamento e desenvolvimento infantil, ressalta que não há problema pais tomarem banho juntos com o filho, contanto que seja uma situação tranquila e satisfatória para ambas as partes. 

Notícias Relacionadas

"Caso um se sinta constrangido ou tenso nessa ocasião, acaba não sendo um momento relaxante, como deve ser", avalia a especialista. Existem famílias que tomam banho com os filhos desde a hora em que chegam da maternidade. 

Não há limite de idade para isso, garante Deborah. "O banho, assim como outras atividades em conjunto, pode favorecer o vínculo entre pais e filhos no dia a dia e, para tanto, deve ser um momento gostoso, leve e divertido", diz.

MENOS INDEPENDENTE?
O fato de tomarem banho juntos não, necessariamente, faz com que os pais não estimulem a independência da criança. É possível, aliás, promover a independência delas estimulando o autocuidado. 

"O banho, neste caso, pode ser apenas um momento de estarem juntos, pois a criança pode muito bem se lavar sozinha", garante Deborah. "Também vale falar do bebê na sua mais tenra idade. Nesta fase, ele explora as zonas do corpo que promovem prazer inicialmente pela boca e, depois, com o crescimento, pelas outras áreas do corpo."

Assim, segundo ela, é importante saber que o descobrimento da sexualidade é um processo que se inicia desde bebê. "E a percepção das diferenças entre meninos e meninas, as curiosidades e perguntinhas que não param mais ocorrem geralmente a partir dos 3 anos", diz.

O mais importante, contudo, é mostrar para a criança que este é um momento familiar e orientá-la de que o corpo é dela e que ninguém mais pode mexer ou manipular – e que, se isso acontecer, é errado e precisa ser comunicado. 

"É preciso deixar claro também que os pais são as pessoas que cuidam dela e, por isso, podem tomar banho juntos, mas que fora de casa isso não deve se estender a outras pessoas e lugares", diz.
 

Da Redação
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

Bate Bola na Cozinha

BEM-ESTAR

  1. 1 Ministério da Saúde abre hoje segunda fase da vacinação contra gripe
  2. 2 Mensagem da Karlinha: Faça novas escolhas sempre!
  3. 3 Veja 5 exercícios que auxiliam as mães na rotina com os filhos
  4. 4 Cuidados ao fazer as unhas fora de casa: veja como evitar contaminação
  5. 5 Qual é a obrigação do convênio de saúde com pessoas com câncer?