AnaMaria
Família/Filhos / Animal de estimação

Pet: aprenda como preparar a casa para a chegada de um filhote

Nunca deixe para voltar apenas quando o filhote estiver chorando

Da Redação Publicado em 13/12/2020, às 08h00 - Atualizado em 16/12/2020, às 11h32

Prepare um cômodo específico para os primeiros dias - Ilona Krijgsman/Pixabay
Prepare um cômodo específico para os primeiros dias - Ilona Krijgsman/Pixabay

A chegada de um filhote na casa tem tudo para ser divertido, mas alguns ajustes precisam ser feitos para que isso não traga situações de estresse e conflitos para o cãozinho. Primeiro, entenda que o bichinho pode não saber qual a distribuição dos cômodos da casa, nem que você gostaria que ele fizesse as necessidades num determinado lugar. Por isso, 'abrir' a casa toda de uma vez para ele pode ser um tiro no pé. 

Prepare um cômodo específico para os primeiros dias. Esse cômodo não precisa necessariamente ser um lugar em que ele fique isolado. Pode ser um quarto que você usa para trabalhar, uma sala fechada ou a própria lavanderia. Mas, aconselho que seja um local que não tenha característica de prisão, e sim de refúgio. Coloque um tapete higiênico ou jornal próximo a uma área de luz, como a janela ou varanda. 

Do outro lado, aproximadamente a um metro de distância, acomode a caminha, os potinhos de água e ração, brinquedos e ossinhos. Retire de lá todas as coisas que o pet queria mastigar e que possam fazer mal para ele (fios, cabos, objetos de decoração). Retire também outras superfícies de absorção que podem confundir o filhote na hora de fazer xixi, como os tapetes. Sempre que você flagrar o animal fazendo xixi no local correto, dê um petisco como recompensa. 

Quando você perceber que ele está acertando 100%, você pode ir liberando o acesso para outros ambientes da casa também. Apesar de recomendar que nesse cômodo inicial você fique com ele boa parte do tempo, é importante também que seu cão tenha momentos sozinho. Essa situação não precisa ser desesperadora para o animal. Comece ficando com ele apenas alguns minutos. Depois, evolua para algumas horas. 

Nunca deixe para voltar apenas quando o filhote estiver chorando. Monitore-o por uma câmera (hoje em dia, há até aplicativos de celular gratuitos para isso) para poder ver o momento certo de voltar ao ambiente, que é justamente enquanto ele ainda está calmo e relaxado. 

MARCELA BARBIERI BORO Zootecnista, médica veterinária e adestradora.