AnaMaria

Você e a garotada: Do peito para a mamadeira

Não deixe a adaptação para a última hora!

Dra. Deborah Moss Publicado em 21/11/2017, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Você e a garotada: Do peito para a mamadeira - iStock
Você e a garotada: Do peito para a mamadeira - iStock

"Minha filha não pega a mamadeira e vou voltar a trabalhar. Estou desesperada. O que devo fazer?”
R. M., por telefone

Comece oferecendo ao bebê pequenas quantidades de leite na mamadeira. E tente bicos diferentes, mas permaneça com o mesmo por alguns dias seguidos. Os pequenos precisam de repetição para se apropriarem de novos hábitos. Inicie a transição primeiro com o leite materno, justamente porque ela já está familiarizada com esse paladar. Só depois que ela estiver bastante adaptada à mamadeira faça a introdução de outros líquidos. De preferência, delegue este momento de dar a bebida no recipiente ao bebê para uma pessoa próxima. Nestes casos, o pai pode ajudar muito, considerando que o bebê, só de sentir o cheiro da mamãe, pode recusar a mamadeira esperando pelo peito. Ou, dependendo da idade, o pequeno também já consegue associar você à amamentação, o que pode tornar o processo um pouco mais difícil. É importante promover um ambiente calmo, tranquilo e favorável para este momento e sempre oferecer a mamadeira nas horas em que o seu filho esteja com fome. E seja persistente. Logo, nada de demonstrar pressa ou impaciência. Caso a situação não se estabilize até próximo ao seu retorno ao trabalho, discuta o caso com o pediatra.

Já tentou dar o leite na colherinha? Apesar de trabalhoso, alguns bebês só aceitam o leite desse jeito. Mas não deixe de continuar tentando a mamadeira!

Não deixe a adaptação para a última hora. O bebê precisa de tempo para se ajustar. A pressa e a pressão podem ser fatores de estresse capazes de dificultar este processo.

Dra. Deborah Moss Neuropsicóloga especialista em comportamento e desenvolvimento infantil, e mestre em psicologia do desenvolvimento pela Universidade de São Paulo (USP). Consultora do sono certificada pelo International Maternity and Parenting Institute, no Canadá.

Envie suas perguntas para dra. Deborah Moss pelo e-mail anamaria@maisleitor.com.br