AnaMaria

Você e a garotada: Tempo positivo com o filho

O foco deve estar na qualidade deste tempo

Debora Moss Publicado em 28/06/2017, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Você e a garotada: Tempo positivo com o filho - iStock
Você e a garotada: Tempo positivo com o filho - iStock
"Se tenho pouco tempo para ficar com meu filho, como devo aproveitá-lo?” 
T.G., por e-mail

A noção de tempo é um conceito abstrato, ou seja, exige maturidade e uma certa idade, para o seu filho conseguir quantificá-lo. Logo, o que pode ser pouco para você, para ele, de tão intenso e bem aproveitado, pode significar uma eternidade. O foco deve estar na qualidade deste tempo, um momento do dia, reservado para vocês dois ficarem juntos, se curtindo bastante. Este período não será só de brincadeiras ou diversão, pois muitas mães chegam em casa já no final do dia e o intervalo unido inclui as tarefas e atividades rotineiras. Sendo assim, criar um ambiente alegre, tranquilo, em que estarem juntos já é gostoso por si só, basta. E, por fim, é o que realmente mais importa. Se der para incluir um jogo, uma brincadeira, melhor ainda. Caso contrário, deixem isso para o final de semana. Neste tempo, promova um momento em que seu filho conte sobre o dia dele e você mostre interesse sobre a vida e gostos do pequeno. Nessa hora, desligue o celular e os aparelhos eletrônicos, demonstrando que ele é a prioridade daquele instante. Caso tenha alguma tarefa doméstica que não possa ser adiada, como fazer o jantar ou preparar a lancheira para o dia seguinte, inclua a criança nestas atividades. Elas adoram se sentir úteis e, ao mesmo tempo, vocês podem aproveitar esse tempo cantando, conversando e se divertindo com a excelente companhia um do outro. Esses curtos períodos, com amor, carinho e atenção, podem ser transformados em grandes momentos da infância dos filhos, que, pode acreditar, serão lembrados por ele por muito tempo.

Como saber se o tempo com seu filho tem sido suficiente? 

Atitudes revelam que a criança está carente e sentindo a falta dos pais: 
✔ Insegurança nos momentos de despedida: hora de dormir, sair para trabalhar, deixá-lo na escola... 
✔ Necessidade de chamar a atenção dos pais de modo negativo (birras, brigas, agressividade) 
✔ Isolamento 
✔Medos

Noção de tempo X idade
4 anos 
Reconhece dias da semana 

5 anos 
Reconhece períodos (manhã, tarde...) 

6 anos 
Indica o dia da semana 

7 anos 
Indica o mês 

8 anos 
Indica o ano 

8-9 anos 
Indica o dia do mês 

12 anos 
Noção de hora e minutos


Deborah Moss Neuropsicóloga especialista em comportamento e desenvolvimento infantil e mestre em psicologia do desenvolvimento pela Universidade de São Paulo (USP). Consultora do sono certificada pelo International Maternity and Parenting Institute, no Canadá.

Envie suas perguntas para Deborah Moss pelo e-mail anamaria@maisleitor.com.br