AnaMaria
Famosos / Famosos

''Acha que vou ligar pra desculpas na internet?'', diz Luana Piovani sobre Dolabella

Dado decidiu se desculpar, via Twitter, 13 anos após agredir a atriz

Da Redação Publicado em 17/07/2021, às 10h56 - Atualizado às 11h01

Dado Dolabella agrediu Luana Piovani em 2008 - Reprodução/Instagram
Dado Dolabella agrediu Luana Piovani em 2008 - Reprodução/Instagram

Luana Piovani não aceitou os pedidos de desculpa de Dado Dolabella. Ele a agrediu em uma boate em 2008, no Rio de Janeiro, quando eram namorados. Na época, a loira foi à delegacia sozinha e o denunciou. A história veio à tona após repercussão do caso de DJ Ivis e Pamella Holanda, que divulgou vídeos de agressão por parte do músico no dia 4 de julho.

Piovani se solidarizou com a cearense, e ressaltou que quando foi agredida, não recebeu apoio: "Fico feliz em ver as mulheres se unindo e denunciando porque quando eu fui agredida não tinha campanha, nem Instagram. O agressor ganhou um reality 6 meses depois e as mulheres diziam: 'vem bater em mim'". Dolabella, por sua vez, pediu desculpas à ex por meio das redes sociais.

Em entrevista ao UOL, a atriz voltou a comentar sobre o agressor. "Meu caso foi difícil. Não era um momento onde era moda, não se falava em denunciar. Não tinha essa consciência das pessoas. E não tinha hashtag. Ele não ganhou um reality como se nada tivesse acontecido?", indagou ela.

"Depois do meu caso, vieram mais denúncias de agressão contra ele. Três ex namoradas dele vieram me dizer que já tinham sido agredidas. Eu falei: 'nossa, que legal, só me avisaram agora'. Se tivessem avisado antes, eu não teria namorado ele", completou.

A mãe de Dom, Liz e Bem criticou o posicionamento de Dado, principalmente por ele ter dito que hoje é adepto de um novo estilo de vida.

"Você viu o testemunho dele? Ele ainda culpa o veganismo. Nenhum vegano vai se levantar contra ele e falar que não é isso o veganismo? Que alguém pode agredir o outro porque come carne? Não tem nada a ver. Aquilo de falar que me ama... Para mim aquilo foi sarcasmo, coisa de malandrinho carioca. (...) Vai falar isso 13 anos depois e pelo Twitter? Por que não me falou pessoalmente? Quando me encontrou dois meses depois não botou 15 amigos me chamando de 'piranha' no Baixo Leblon? Acha que vou ligar para desculpas pela internet?", desabafou ela.