AnaMaria
Famosos / Saudade

Adriane Galisteu faz homenagem emocionante para Ayrton Senna: "Para sempre"

Ayrton Senna faleceu há exatos 28 anos, durante uma corrida na Itália

Da Redação Publicado em 01/05/2022, às 14h34

Adriane Galisteu e Ayrton Senna namoraram de 1993 a 1994 - Instagram/@galisteuoficial
Adriane Galisteu e Ayrton Senna namoraram de 1993 a 1994 - Instagram/@galisteuoficial

Pura emoção! Adriane Galisteu deixou seus seguidores com o coração apertado, neste domingo (1º), ao prestar uma belíssima homenagem a ninguém mais e ninguém menos que Ayrton Senna.

Acontece que, hoje (1º), faz 28 anos que o piloto de Fórmula 1 faleceu, durante uma corrida no Grande Prêmio de San Marino, na Itália, em 1994, quando tinha apenas 34 anos de idade.

Assim, para celebrar a memória do ídolo brasileiro, Adriane resgatou uma foto de quando ainda namorava Ayrton. O relacionamento, marcado por muito carinho, começou em 1993 e durou até a morte do piloto.

Na imagem, os dois aparecem coladinhos, enquanto observam a câmera. Por meio da legenda, Galisteu foi sucinta, mas muito sentimental: “Para sempre… 01/05”, escreveu, acrescentando um emoticon de oração.

Em instantes, inúmeros internautas usaram o setor de comentários para dividir a saudade que sentem do piloto brasileiro. “Essa data é inesquecível! Essa foto também! Lindos!”, disse um. “Eterno Ayrton Senna”, exaltou outro. “28 anos sem um dos nossos maiores ídolos”, lamentou um terceiro.

Confira:

FALANDO NO CASAL…

Adriane Galisteu foi homenageada no quadro ‘Arquivo Pessoal’ do ‘Faustão na Band’ da última quarta-feira (27). Um dos assuntos que veio à tona durante a retrospectiva da trajetória da apresentadora foi seu romance com Ayrton Senna, que começou em 1993 e durou até a morte do piloto no ano seguinte.

Perguntada sobre o ex-namorado, Galisteu afirmou: "Senna era sensacional. Eu sofri a perda dele junto com o Brasil inteiro. Ele era muito tímido e eu esculhambei a vida dele um pouco nesse sentido, ele podia ter a mulher que quisesse".

Adriane aproveitou para relembrar o início do namoro com o campeão de Fórmula 1. "Ele foi a essa casa da Lapa [bairro na Zona Oeste de São Paulo], conheceu minha mãe, a minha realidade, meu irmão. Essa história eu guardo com muito carinho e amor no meu coração”, relembrou.

Em seguida, ela comentou sobre os julgamentos que recebeu na época. “Ouvi barbaridades! Eu fiquei conhecida através do meu relacionamento com ele, mas eu dei um passo à frente. Sou muito grata a tudo que vivi com ele, foi por causa desse namoro que muitas pessoas me conheceram, me acolheram e me colocaram no colo", concluiu.