AnaMaria
Famosos / Passado

"Ainda me machuca a perda dos meus 4 filhos", contou Elza Soares para revista

Elza Soares, que morreu nesta quinta-feira (20), relembrou as feridas do passado em entrevista

Da Redação Publicado em 20/01/2022, às 18h03

Elza Soares morreu aos 91 anos. - Instagram/@elzasoaresoficial
Elza Soares morreu aos 91 anos. - Instagram/@elzasoaresoficial

A cantora Elza Soaresmorreu nesta quinta-feira (20), aos 91 anos, de causas naturais. Uma das maiores defensoras “das mulheres, dos gays e da negritude”, ela relembrou um momento doloroso de sua vida, a perda dos filhos, em uma entrevista para a revista Quem em 2016.

Na ocasião, ela contou que a única coisa do passado que ainda a machucava era a morte de seus quatro filhos. Gilson, tinha 59 anos e morreu por complicações decorrentes de uma infecção urinária; já os dois primeiros nem chegaram a ter nome e morreram de fome nos anos 1950; enquanto o terceiro, Garrinchinha, o único que ela teve com o jogador Mané Garrincha, em 1986, faleceu em um acidente de carro em Magé, no Rio. “O resto tiro de letra. Mas filho é uma ferida aberta que não cicatriza. Estará sempre presente”, disse.

Na ocasião, ela ainda relembrou os 17 anos que passou junto com o jogador. “Hoje é chique ser mulher de jogador, é uma promessa de futuro. Mas, quando se faz por amor, a pessoa não se arrepende nunca. Não tenho mágoas, passado é passado. Passou! My name is now. Eu vivo o agora. O futuro não sei”, ressaltou.

ENTENDA

A cantora Elza Soares morreu aos 91 anos, na tarde desta quinta-feira (20), em sua casa no Rio de janeiro (RJ). A notícia foi dada por familiares e equipe da artista por meio das redes sociais.

No instagram oficial de Elza, foi compartilhado um comunicado informando sobre o falecimento da estrela, que morreu de causas naturais.

"É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais", diz a nota assinada por Pedro Loureiro, Vanessa Soares, familiares e equipe Elza.

"Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação", continuou.

Por fim, concluiu: "A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim".