AnaMaria
Famosos / Triste perda

André Marques desabafa sobre luto por Tom Veiga: ''Meu corpo dói''

O apresentador foi o primeiro a chegar na casa do intérprete de Louro José

Da Redação Publicado em 07/11/2020, às 08h18 - Atualizado às 08h51

Os dois eram amigos de longa data - Instagram/@euandremarques
Os dois eram amigos de longa data - Instagram/@euandremarques

André Marques usou suas redes sociais para fazer um desabafo sobre a perda do amigo Tom Veiga, intérprete do Louro José, na noite da última sexta-feira (6).

O apresentador afirmou que está sendo difícil aceitar a perda do amigo, que faleceu no último domingo (1), vítima de um AVC, aos 47 anos.

Marques compartilhou uma imagem com os dizeres: "Não consigo dizer adeus e nem sei como aceitar a sua partida, meu amigo".

Na legenda, ele completou a declaração. "É difícil.... ouço pessoas dizendo que estão preparadas pra isso, invejo esse controle! Não consigo. Dói demais. Meu corpo dói, fisicamente mesmo, parece que levei uma surra! Corpo cansado e pesado!".

"Sei lá por que estou escrevendo isso... acho que desabafando mesmo! Aproveitando, queria agradecer as inúmeras mensagens de amor e carinho que venho recebendo! Obrigado mesmo! Peço que orem pelo meu amigo Tom! Ele precisa de paz. Amém!", finalizou.

TRISTE PERDA
André foi o primeiro a chegar na casa de Tom após ele não atender as ligações. "Hoje, um amigo me ligou perguntando se eu estava com o Tom, porque ele precisava ir para São Paulo e eu também estava indo. Estava indo para o aeroporto e voltei, fui pra casa dele porque não estava atendendo. Eu fui o primeiro a chegar lá", contou ele ao G1.

O ator ainda deu detalhes sobre a amizade dos dois e enalteceu a carreira do amigo.

"É muito difícil para mim falar do Tom porque é um dos meus melhores amigos. Acabei de chegar da casa dele. A gente estava todo dia junto, todo dia ele estava em casa, no meu restaurante, eu fazia comida para ele. O personagem era de sucesso, mas ele fazia mais sucesso ainda. Eu apresentava ele para todo mundo, falava que fazia o Louro José. Tom era um cara querido", disse.

andré