AnaMaria
Famosos / Melhoras!

Andréia Sadi testa positivo para covid-19 e se afasta da Globo News: ''Protejam-se''

Jornalista Andréia Sadi já tomou as três doses da vacina e está com sintomas leves

Redação Publicado em 26/01/2022, às 14h45

Andreia Sadi está se recuperando bem e com sintomas leves - Instagram/@sadiandreia
Andreia Sadi está se recuperando bem e com sintomas leves - Instagram/@sadiandreia

A jornalista Andréia Sadi revelou que testou positivo para covid-19. Em suas redes sociais, ela comunicou o diagnóstico aos seguidores e anunciou que está temporariamente afastada da Globo News, para cumprir quarentena e se recuperar.

Nesta quarta-feira (26), Andreia usou seus Stories, do Instagram, para contar que não apresentará seu programa no canal por conta de sua recuperação. “Amigos! Hoje não tem 'Em Foco com Andréia' na Globo News, porque estou me recuperando da Covid-19. Obrigada pelas mensagens, está tudo bem", iniciou.

A jornalista ainda tranquilizou os fãs, garantindo que está com sintomas leves e que já está com todas as doses da vacina em dia. Por fim, Sadi fez um pedido sincero aos internautas: “Triplamente vacinada, apenas com sintomas leves! Cuidem-se, vacinem-se, protejam-se!”

Confira:

Story de Andréia Sadi
Andréia Sadi está com covid-19. Foto/Instagram: @sadiandreia



A LUZ NO FIM DO TÚNEL?

A variante Ômicron pode contribuir para que a pandemia acabe mais rápido no continente europeu, de acordo com o diretor regional da OMS, Hans Kluge. Ele se mostrou otimista com este cenário.

“É plausível que a região esteja se aproximando do fim da pandemia [...] Assim que a onda da Ômicron se acalmar haverá imunidade por algumas semanas e meses, seja graças à vacina ou porque as pessoas terão sido imunizadas pela infecção, e também uma queda devido à sazonalidade”, afirmou ele em entrevista ao jornal O Globo no último domingo (23).

Porém, Kluge ressaltou que é importante continuar tomando todos os cuidados e medidas sanitárias, já que o coronavírus “surpreendeu mais de uma vez”. Vale lembrar que a variante Ômicron é mais infecciosa do que as outras.

MAIS DURADOURA

Os pesquisadores da Universidade de Medicina da Prefeitura de Kyoto, no Japão, fizeram uma comparação entre a variante ômicron e o vírus original da covid-19 na capacidade de sobrevivência em superfícies.

No estudo, ainda não revisado por pares, foi concluído que a Ômicron é a mais resistente em ambientes externos, com capacidade de ficar 21 horas na pele e até 193 horas, o que equivale a oito dias, em superfícies plásticas.

Embora tenha alto contágio, o diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus, fez prognóstico otimista nesta segunda-feira (24), sem deixar de fazer um alerta. “Podemos acabar com a fase aguda da pandemia este ano e dar fim à Covid-19 como emergência sanitária mundial", declarou, dando o nível de alerta mais alto da OMS.