AnaMaria
Famosos / Famosos

Andressa Urach defende Bolsonaro após ataque de Anitta: ''Ele tinha que processar ela''

A ex-Vice Miss Bumbum se envolveu em mais uma polêmica por conta de seu posicionamento político

Da Redação Publicado em 16/08/2021, às 12h58 - Atualizado às 13h05

Andressa Urach e Anitta discutem por política nas redes sociais - Reprodução/Instagram
Andressa Urach e Anitta discutem por política nas redes sociais - Reprodução/Instagram

Andressa Urach defendeu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mais uma vez, em suas redes sociais, no último domingo (15). Pelos Stories do Instagram, ela comentou que a cantora Anitta foi desrespeitosa com o político e merecia ser processada por difamação.

"Gente, quando falei dar um biscoitinho pra Anitta, eu falei porque estava revoltada de ver ela ofendendo o presidente, achei isso uma falta de respeito, acho que ele tinha que processar ela. Não é por ser uma pessoa pública que ela pode ficar falando o que bem entende, ainda mais ofendendo da maneira que foi ofendido", explicou ela.

Na sequência, a loira garantiu que Bolsonaro não é o monstro que todos o acusam de ser.

“Acho que o que está acontecendo com o presidente é um absurdo. É muito feio as pessoas ofenderem. Acho que ele deveria processar todo mundo que o chama de genocida. Acho isso um absurdo porque as pessoas não sabem o que estão falando", concluiu.

DESCONVIDADA

Urach também perdeu um convite para o 'Lady Night', apresentado por Tatá Werneck, após declarar ser a favor do presidente. Ela lamentou o desconvite em seu Instagram.

"Fiquei muito triste em ver essa notícia. Até porque admiro ela (Tatá). Ela não me conhece pessoalmente pra me julgar assim. Não sei se isso é verdade, até porque nem estava sabendo que fui desconvidada. Fico só pensando: onde está a democracia? Eu não falaria sobre opinião política lá, a não ser que me perguntassem", iniciou ela na gravação.

“Gente, sou cidadã e apoio, sim, o Bolsonaro. E não vou deixar de apoiar ele. Eu amo o meu país e sempre vou me posicionar pelo que acredito. Se a Tatá não me quer lá, tudo bem. Um dia ainda vou ter um programa de TV e convido ela, mesmo ela sendo de opinião política contrária a minha, afinal, o lindo da vida é ter opiniões diferentes, e respeitar as pessoas por isso é fundamental. A vida é uma roda gigante. Ninguém é melhor que ninguém e todos vamos para o mesmo buraco quando morrermos”, opinou.

“Eu espero que essa notícia seja uma fake news, pois não esperava isso dela. Mas se for, tudo bem. Quero que Deus abençoe você e sua linda família, Tatá”, concluiu.