Andressa Urach pede 15% do faturamento da Universal em processo; Justiça nega

Miss Bumbum afirmou ter sido extorquida em mais de R$ 1 milhão pela igreja

Da Redação Publicado terça 17 agosto, 2021

Miss Bumbum afirmou ter sido extorquida em mais de R$ 1 milhão pela igreja
Juíza responsável considerou o pedido infundável - Instagram/@andressaurachoficial

A novela entre Andressa Urach e a Igreja Universal do Reino de Deus ganhou mais um capítulo, na última segunda-feira (16). Segundo o UOL, a modelo teria apresentado um pedido liminar para que passasse a receber cerca de 15% do faturamento mensal da instituição devido às doações que fez no passado.

A proposta estaria estipulando um limite de R$ 12 mil mensais e teria validade até que o julgamento da ação principal, de Andressa contra a igreja do bispo Edir Macedo, distribuída em novembro de 2020, fosse concluído. 

Entretanto, a juíza Fernanda Carravetta Villande, da 13ª Vara Cível de Porto Alegre, considerou a liminar infundável e negou o pedido de Urach. “A discussão acerca da validade dos negócios jurídicos celebrados com a parte-ré demanda a regular dilação probatória e o exercício do contraditório mormente em face da ausência”, dizia a decisão. 

Vale mencionar que a Miss BumBum alegou ter feito doações estimadas em mais de R$ 1 milhão à Universal, incluindo seus imóveis. As motivações para tal seriam “de ordem religiosa, acreditando que tais atos de disposição poderiam gerar inúmeros benefícios à sua vida", as quais a modelo considera como extorsão. 

Último acesso: 06 Dec 2021 - 09:08:03 (1148929).