AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Angélica revela que foi vítima de assédio sexual: ''Consegui ter forças para relatar''

Angélica compartilha relato sobre assédio que sofreu quando ainda era menor de idade

Da Redação Publicado em 28/03/2022, às 21h19

Em relato comovente, Angélica revela assédio que sofreu na adolescência - Instagram/ @angelicaksy
Em relato comovente, Angélica revela assédio que sofreu na adolescência - Instagram/ @angelicaksy

A apresentadora Angélica usou as redes sociais, na noite desta segunda-feira (28), para fazer uma revelação que surpreendeu seus seguidores. A artista contou que, quando ela ainda era adolescente, foi vítima de assédio sexual.

Angélica falou pela primeira vez sobre o assunto e destacou a importância de nunca se calar diante de uma situação como a que ela passou.

O tema 'Exploração e o Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes' foi pauta de uma entrevista com a advogada Luciana Temer para o site 'Mina Bem-Estar'. Na ocasião, a apresentadora deu mais detalhes de como ocorreu o fato.

“Eu estava fazendo foto, estava lançando o ‘Vou de Táxi’, devia ter uns 15, 16 anos. Eu estava em Paris, fazendo foto, porque a música ‘Vou de Táxi’, é uma versão de uma música francesa. E estava na rua com 15 anos fazendo foto, os franceses perguntavam ‘quem é?’, ai falavam ‘ah é apresentadora brasileira’. ‘Ah é brasileira…’ eles falavam”, começou ela.

A loira continuou: “Era um grupo de jovens, de homens, meninos. O fotógrafo falou ‘fica aqui do lado dela pra fazer foto’. E aí vieram aqueles meninos todos e quando o fotógrafo falou que era uma brasileira, cantora do Brasil, eles foram chegando perto de mim e se esfregando em mim”.

SEM REAÇÃO

A esposa de Luciano Huck contou que, na hora, ficou completamente sem reação. “Um dos meninos ficou passando a mão na minha bunda. Passando a mão em mim inteira. Eu estava atrás de um táxi, ninguém estava vendo e eu não fiz nada”, revelou.

Estar fora do país de origem complicou ainda mais a situação, segundo Angélica: “Eu estava num país que não era o meu, eles conversavam numa língua que não era a minha. É um assunto que ninguém fala… Eu estava sendo ali violentada por dois, três meninos, ninguém viu, eu sabia e eu não tive reação nenhuma, não fiz nada”.

APOIO

Nas redes sociais, Angélica compartilhou um vídeo e demostrou seu apoio para quem passou pela mesma situação.

"Hoje na @minabemestar, conversei com a @lucianatemer, sobre A Exploração e o Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes. Relatei o abuso que sofri quando era menor de idade, por volta dos meus 14 e 15 anos realizando um trabalho fora do país. Até hoje me pergunto o motivo de ter ficado tanto tempo em silêncio, minimizando uma dor terrível. Hoje, com meu amadurecimento consegui ter voz e forças para relatar sobre o ocorrido", disse ela.

“Convido vocês, que sofreram qualquer tipo de abuso/assédio, a me mandarem seus relatos através do meu direct, em formato anônimo ou se identificando. Eu vou recontar sua história, vamos quebrar esse silêncio. Juntas somos sempre mais fortes!”, escreveu ela na legenda, por fim.

{# Taboola Newsroom #}