AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Anitta diz que Bolsonaro estimula briga entre brasileiros: “Só fala preconceito”

Anitta afirmou que espera que um candidato mais pacífico vença as próximas eleições

Da Redação Publicado em 27/06/2022, às 08h17

Cantora falou sobre o assunto em sua participação no Rock in Rio Lisboa - Instagram/@anitta
Cantora falou sobre o assunto em sua participação no Rock in Rio Lisboa - Instagram/@anitta

Anitta voltou a tecer críticas à política brasileira em entrevista antes de subir ao palco do Rock in Rio Lisboa, no último domingo (26). A cantora se recusou a citar o nome de Jair Bolsonaro (PL), porém culpou o atual presidente da República pelo constante clima de briga entre os brasileiros.

“O clima no nosso país é tudo briga, briga, briga. E acho que isso tem muito a ver com quem está comandando a gente", começou dizendo ao ser perguntada sobre o assunto.

Ela completou: “Se tem uma pessoa que comanda a gente e só briga, só é autoritário e só fala preconceito, isso estimula as pessoas a serem assim”, sem citar o nome do político, como já havia anunciado que faria.

A ‘Girl From Rio’ relembrou que novas eleições presidenciais serão realizadas em outubro de 2022 e torceu para que um novo candidato seja eleito, também sem especificar para quem vai o seu apoio. “As eleições estão aí, e espero que venha alguém que traga um clima de 'vamos nos aceitar', que pense diferente, mas que se aceitem, que convivam”, desejou Anitta.

NÃO REPRESENTA

Anitta opinou sobre Jair Bolsonaro em entrevista a um talk show francês, chamado ‘Quotidien’, na última sexta-feira (24). Perguntada sobre o atual presidente do Brasil, a cantora declarou:

"Para mim, a política é muito importante e, como cantora, o público sempre está vendo o que eu falo. Eu gosto de passar o meu pensamento político e não concordo com muita coisa que esse presidente faz: acho que ele estimula o racismo, o preconceito, tudo de ruim. O preconceito é inaceitável, ao meu ver", disse.

Anitta relembrou o caso de Bolsonaro envolvendo a primeira-dama francesa, Brigitte Macron, em que um apoiador dele insinuou que as críticas do presidente francês, Emmanuel Macron, ao governo brasileiro seriam porque Michelle Bolsonaro é mais bonita que a esposa do europeu.

O apresentador Yann Barthès comentou que "ele [Jair Bolsonaro] não foi muito elegante", e a artista se apressou em dizer: "Ele não representa, de jeito nenhum, os brasileiros, nós somos super respeitosos".